Couraçado Gneisenau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gneisenau
Cruzador de batalha
Carreira   Bandeira da marinha que serviu
Construção 6 de maio de 1935
Estaleiro Deutsche Werke em Kiel
Lançamento 8 de dezembro de 1936
Comissionamento 21 de maio de 1938
Fatalidade 23 de março de 1945
Características gerais
Classe Scharnhorst
Deslocamento 32 100  t (standard)
38 100 t (pela carga)
Comprimento 235 metros
Boca 30 metros
Calado 9,70 metros
Propulsão 151 893 shp
Velocidade 31 nós
Autonomia 7 100 mn
Armamento 9 canhões de 283 mm
12 canhões de 150 mm
14 AA de 105 mm, 16 AA de 37 mm, 10 AA de 20 mm
Aeronaves 3 hidroaviões Arado Ar 196 A-3, uma catapulta de lançamento
Tripulação 1 669 (56 oficiais, 1 613 marinheiros)

Gneisenau foi um cruzador de batalha alemão da classe Scharnhorst, que combateu na Segunda Guerra Mundial.[1] O navio foi batizado em homenagem ao Marechal de Campo prussiano August von Gneisenau.

Gneisenau na doca seca no porto de Brest.

Operação Juno[editar | editar código-fonte]

Em operação conjunta com o Couraçado Scharnhorst em 1939, ambos afundaram o cruzador auxiliar HMS Rawalpindi, o porta-aviões britânico HMS Glorious, os destroyers de escolta HMS Ardent e HMS Acasta, além de mais de 116 mil toneladas de navios mercantes aliados. O Scharnhorst se refugiou em Brest, onde se tornou alvo preferencial da RAF.

Operação Cerberus[editar | editar código-fonte]

Em 11 de fevereiro de 1942, sob o comando do vice-almirante Otto Ciliax, o Gneisenau, o Scharnhorst e o cruzador pesado Prinz Eugen, deram início a Operação Cerberus, que consistia em furar o bloqueio britânico no canal da Mancha, e chegar em segurança na Alemanha. Apesar de sofrer mais de 20 ataques aéreos britânicos, o Gneisenau chegou ao seu destino.

O fim do Gneisenau[editar | editar código-fonte]

O Gneisenau ficou atracado no porto de Kiel, sofrendo reparos dos danos sofridos. Na noite de 26 e madrugada de 27 de fevereiro de 1942, a RAF organizou um ataque aéreo contra ele. Bombas acertaram o couraçado, causando enormes danos ao Gneisenau, 112 marinheiros alemães morreram nesse ataque. O navio então ficou fora de combate e foi reboacado para Danzig, onde começaram as obras de reparo no navio, que nunca foram concluídas. Em 23 de março de 1945, o Gneisenau foi afundado pelos alemães, para bloquear o porto de Gdynia, na tentativa de bloquear o avanço soviético.

Referências

  1. Wehrmacht History. Gneisenau, Battleship. Página visitada em 24 de março de 2012.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Breyer, Siegfried. The German Battleship Gneisenau. West Chester, PA: Schiffer Publishing Ltd., 1990. ISBN 0-88740-290-9
  • Campbell, John. Conway's All the World's Battleships: 1906 to the Present. London: Conway Maritime Press, 1987. 28–49 p. ISBN 0851774482
  • Garzke, William H.; Dulin, Robert O.. In: William H.. Battleships: Axis and Neutral Battleships in World War II. Annapolis: Naval Institute Press, 1985. ISBN 9780870211010
  • Gröner, Erich. German Warships: 1815–1945. Annapolis: Naval Institute Press, 1990. ISBN 0870217909
  • Hooten, E. R.. Eagle in Flames: The Fall of the Luftwaffe. London: Brockhampton, 1997. ISBN 186019995X
  • Howland, Vernon W., Captain, RCN. (1994). "The Loss of HMS Glorious: An Analysis of the Action". Warship International XXXI (1): 47–62. Toledo, OH: International Naval Research Organization.
  • Konstam, Angus. British Battlecruisers: 1939–1945. Oxford: Osprey Books, 2003. ISBN 9781841766331
  • Kobbeltveit, Olav. Fjell festning - i krig og fred. Hordaland: Eide Forlag, 2006. ISBN 9788251406918
  • Rohwer, Jürgen. Chronology of the War at Sea 1939–1945: The Naval History of World War Two. Third Revised ed. Annapolis, Maryland: Naval Institute Press, 2005. ISBN 1-59114-119-2
  • Weal, John. Focke-Wulf Fw 190 Aces of the Western Front. Oxford: Osprey Books, 1996. ISBN 1855325951
  • Williamson, Gordon. German Battleships 1939–45. Oxford: Osprey Publishing, 2003. ISBN 9781841764986
  • Die Wehrmachtberichte 1939–1945 Band 1, 1. September 1939 bis 31. Dezember 1941 (em German). München, Germany: Deutscher Taschenbuch Verlag GmbH & Co. KG, 1985. ISBN 3-423-05944-3
  • Die Wehrmachtberichte 1939–1945 Band 2, 1. Januar 1942 bis 31. Dezember 1943 (em German). München, Germany: Deutscher Taschenbuch Verlag GmbH & Co. KG, 1985. ISBN 3-423-05944-3
  • (inglês) Niklas Zetterling; Michael Tamelander. Tirpitz: The Life and Death of Germany's Last Super Battleship (em en). Rockville, NY: Casemate Publishers, 2009. p. 57. ISBN 9781935149187

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Couraçado Gneisenau
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Segunda Guerra Mundial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.