Couve-china

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brassica rapa var. chinensis

Couve-china, couve-chinesa, bok choy ou chingensai é um complexo de variedades de couve cultivadas e largamente usadas na culinária oriental (China, Japão, Coreia e países vizinhos). Embora os botânicos não estejam completamente de acordo, as diferentes variedades parecem pertencer a duas subespécies da Brassica rapa, cultivada no ocidente pelo nabo, a B. rapa chinensis e a B. rapa pekinensis. No entanto como, ao longo dos séculos, se desenvolveram variedades ou cultivares muito diferentes, também os nomes com que estas variedades são conhecidas, quer nas diferentes línguas asiáticas, quer no ocidente, se diversificaram. [1]

As duas subespécies principais e os nomes por que são conhecidas são:

Brassica rapa pekinensis[editar | editar código-fonte]

Conhecida como “napa” (aparentemente uma palavra japonesa que designa qualquer tipo de vegetal folhudo, usado na alimentação), couve-aipo, acelga-chinesa, repolho-chinês, “nappa cabbage” ou ainda “celery cabbage” (em inglês), “pe-tsai” (sem informação sobre a língua). Normalmente com o formato de um repolho ovoide, com folhas largas, de cor clara, por vezes com as pontas de um verde mais escuro, e pecíolos carnudos. [1] [2]

Brassica rapa chinensis[editar | editar código-fonte]

Normalmente chamadas pak-choi, bok-choi, tsoi sum, “chinese mustard”, "chingensai" (em japonês) ou “celery mustard” (a expressão “mustard greens” é usada em inglês para as folhas da Brassica juncea, ou mostarda oriental, usadas como hortaliças), apresentam folhas separadas, verde-escuras. [3]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.