Crátipo de Atenas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Crátipo (grego antigo: Κράτιππος, fl. c. 375 aC) foi um historiador grego. Existem apenas três ou quatro referências a ele na literatura antiga e sua importância deriva por ter sido identificado por diversos especialistas (como Friedrich Blass, por ex.) como o autor de um histórico fragmento descoberto por Grenfell e Hunt no início do século XX (Papiros de Oxirrinco). O fragmento em si foi publicado em Oxyrhynchus Papyri, vol. v, e é conhecido como Hellenica Oxyrhynchia. Esta suposição pode ser considerada como quase certa a partir de uma passagem em Plutarco[1] de que ele seria um autor de Atenas, tendo vivido numa data intermediária entre Tucídides e Xenofonte e que seu trabalho continuou a narrativa do primeiro, do ponto no qual o antigo historiador havia parado (410 aC até a Batalha de Cnido).

Referências

  1. De Gloria Atheniensium, pág. 345 E, ed. Bernardakis, ii. pág. 455

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Gomme, A. W.. (1954). "Who Was ‘Kratippos’?" (em inglês). The Classical Quarterly (4): 53–55. doi 10.1017/S0009838800007886.
  • Lehmann, Gustav A.. (1976). "Ein Historiker namens Kratippos" (em alemão). Zeitschrift für Papyrologie und Epigraphik (23): 265–288. issn 00845388.
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.