Cristalino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde outubro de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Diagrama esquemático do olho humano.

O cristalino é um citosistema altamente organizado que se localiza entre a íris e o humor vítreo. Trata-se de um estrutura biconvexa, gelatinosa, possuindo grande elasticidade que diminui progressivamente com a idade. O cristalino cresce continuamente durante a vida do indivíduo.

Formação[editar | editar código-fonte]

É constituído por células organizadas longitudinalmente, como uma casca de cebola, que perdem as suas organelas durante a formação, assumindo desta maneira sua característica de ser transparente. Tem de 7 a 9 mm de comprimento no seu maior eixo e 2 a 4 mm de espessura. O cristalino é formado, basicamente, por três partes:

Fibras do cristalino: se apresentam sob a forma de elementos prismáticos finos e longos. São células altamente diferenciadas, oriundas das células originais do cristalino embrionário. Finalmente perdem seus núcleos e alongam-se consideravelmente, podendo alcançar as dimensões de 8 mm de comprimento por 10 µm de espessura. O citoplasma possui poucas organelas e cora-se levemente. Suas fibras se unem através de desmossomos e geralmente se orientam em direção paralela à superfície do cristalino.

Cápsula do cristalino: se apresenta como um revestimento acelular homogêneo, hialino e mais espesso na face anterior do cristalino. É uma formação muito elástica, constituída especialmente de colágeno tipo IV e glicoproteínas.

Epitélio subcapsular: é formado por uma única camada de células epiteliais cubóides, encontradas apenas na porção anterior do cristalino. É a partir desse epitélio que se originam as fibras responsáveis pelo aumento gradual do cristalino durante o processo de crescimento do globo ocular.

Cristalino

O ligamento suspensor da lente é o responsável pelo foco deste citosistema.

Função[editar | editar código-fonte]

O cristalino funciona como uma lente, participando dos meios refrativos do olho, sendo capaz de aumentar o grau, para focalização das imagens de perto (acomodação). Alterações em sua estrutura e tamanho perto dos quarenta anos de idade levam a dificuldades para enxergar de perto (presbiopia), situação que pode ser corrigida com uso de óculos ou cirurgia.

Envelhecimento[editar | editar código-fonte]

Com o envelhecimento, o cristalino pode perder sua transparência, causando borramento da visão. É a chamada catarata, cujo tratamento consiste na sua remoção cirúrgica e na colocação de uma lente artificial em seu lugar.

Doenças[editar | editar código-fonte]

Algumas doenças que afetam o cristalino direta e indiretamente:

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • ANATOMIA ORIENTADA PARA A CLÍNICA, Keith L. Moore. 6ª edição, 2012. Editora Guanabara Koogan.
  • ATLAS DE ANATOMIA HUMANA, Sobotta. 22ª edição, 2006. Editora Guanabara Koogan.
  • ANATOMIA HUMANA SISTÊMICA E SEGMENTAR, Dangelo & Fattini. 3ª edição, 2011. Editora Atheneu.