Cristiana de Brandemburgo-Bayreuth

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cristiana de Brandemburgo-Bayreuth
Princesa de Brandemburgo-Kulmbach

Duquesa de Saxe-Hildburghausen

Wappen Deutsches Reich - Herzogtum Sachsen-Meiningen-Hildburghausen (Grosses).png
Governo
Consorte Ernesto Frederico III, Duque de Saxe-Hildburghausen
Casa Real Casa de Hohenzollern
Dinastia Hohenzollern (ramo Kulmbach-Bayreuth)
Vida
Nascimento 15 de Outubro de 1733
Neustadt an der Aisch
Morte 8 de outubro de 1757 (23 anos)
Straufhain
Filhos Frederica Sofia Maria Carolina
Pai Frederico Cristiano de Brandemburgo-Bayreuth
Mãe Vitória Carlota de Anhalt-Bernburg-Schaumburg-Hoym

Cristiana Sofia Carlota de Brandemburgo-Kulmbach (em alemão Christiane Sophie Charlotte von Brandenburg-Kulmbach) (Neustadt an der Aisch, 15 de outubro de 1733Straufhain, 8 de outubro de 1757), foi uma princesa do ramo Kulmbach-Bayreuth (linha Weferlingen), um dos mais jovens dos Hohenzollern da Francônia. Também foi duquesa de Saxe-Hildburhausen pelo casamento.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cristiana era a filha mais velha de Frederico Cristiano de Brandemburgo-Bayreuth e de Vitória Carlota de Anhalt-Bernburg-Schaumburg-Hoym. A princesa foi educada em Copenhague, na corte de sua tia a rainha Sofia Madalena de Brandemburgo-Bayreuth, juntamente com sua prima Luísa.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

O casamento de Cristiana foi negociado pela própria rainha da Dinamarca com seu ex-genro, Ernesto Frederico III, Duque de Saxe-Hildburghausen. O duque havia ficado viúvo poucos meses antes, com a morte da filha única da rainha Sofia e do rei Cristiano VI. As núpcias foram celebradas no Palácio de Christiansborg, em Copenhague, no dia 20 de janeiro de 1757. O casal teve uma única filha:

  • Frederica Sofia Maria Carolina (1757)

Descrita como uma mulher extremamente religiosa, Cristiana foi o oposto de sua antecessora com relação à rígida etiqueta da corte e a todos os tipos de desperdício. Além de organizar festas, a duquesa também tinha predileção pelas caçadas. Os chifres colocados no portal de acesso à antiga residência de caça (Jagdschlosses Seidingstadt) pertenciam a dois cervos mortos por Cristiana numa caçada em 1757.

Morte[editar | editar código-fonte]

Cristiana morreu de complicações decorrentes do parto de sua única filha, em 8 de outubro de 1757. A princesa Frederica morreu nove dias depois da mãe.

Nota[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Schoeppl, H.F.: Die Herzoge von Sachsen-Altenburg. Bozen 1917, Neudruck Altenburg 1992
  • Human R.A.: Chronik der Stadt Hildburghausen Hildburghausen 1886
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.