Cronostase

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Cronostase (do Grego χρόνος, chrónos, "tempo" e στάσις "paralisação") é a ilusão pela qual a primeira impressão após um movimento sacádico (movimento rápido dos olhos) parece se prolongar no tempo. A versão mais conhecida de tal ilusão é a ilusão do relógio parado, na qual o observador, ao dirigir o olhar para o relógio, tem a impressão de que o primeiro movimento do ponteiro dos segundos é mais demorado que os movimentos seguintes.

Quando os olhos executam um movimento sacádico, a percepção do tempo é levemente estendida.[1] O cérebro do observador registra que ele esteve olhando para o relógio por um período ligeiramente maior do que realmente esteve, produzindo a ilusão de que o ponteiro dos segundos ficou parado por mais de um segundo. Embora isso aconteça sempre que os olhos se movem de um ponto de fixação para outro, o fenômeno é raramente percebido. Uma explicação seria que o cérebro está preenchendo a lacuna entre a fixação do olhar de um ponto a outro.

Experimentos demonstraram que esta ilusão é provavelmente causada pelo mecanismo através do qual o cérebro tenta construir uma experiência consciente contínua, a despeito dos movimentos sacádicos.[1] Embora este efeito esteja presente em todos os movimentos oculares, ele é melhor percebido quando se observa um dispositivo de controle do tempo.

Este efeito não está presente apenas na observação visual, sendo também percebido com estímulos auditivos.[2] Isso pode ser observado realizando uma discagem telefônica com o aparelho distante do ouvido, e então aproximando o aparelho apenas após o início do tom de chamada. O primeiro tom é frequentemente percebido como sendo mais longo que o esperado, em comparação ao intervalo normal entre os tons.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Yarrow, K., Haggard, P., Heal, R., Brown, P. and Rothwell, J.. (2001). "Illusory perceptions of space and time preserve cross-saccadic perceptual continuity". Nature 414 (6861): 302–305 pp.. DOI:10.1038/35104551.
  2. I . Hodinott-Hill , K . Thilo , A . Cowey , V . Walsh. (2002). "Auditory Chronostasis Hanging on the Telephone.". Current Biology 12 (20): 1779–1781 pp.. DOI:10.1016/S0960-9822(02)01219-8. PMID 12401174.