Cuesta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cuesta de Botucatu com as 3 Pedras ao fundo.

Cuesta é uma forma de relevo, assimétrico. Muito conhecidas são as cuestas arenítico-basálticas. Muito comum em sequências de camadas sedimentares com mergulho fraco intercalando níveis mais resistentes à erosão do que outros e que controlam (Erosão Diferenciada), assim, o desenvolvimento geomorfológico com uma topografia plana e de gradiente suave segundo o sentido do mergulho das camadas, contraposta por escarpas de cuesta no sentido contrário.

O relevo de cuesta representa um meio termo entre os relevos de mesa e de hogback. A assimetria do relevo de cuesta promove a erosão mais acentuada (maior energia dos rios) nas vertentes escarpadas do que nas vertentes suaves (paralelizadas ao mergulho) o que leva a uma regressão lateral dessas escarpas de cuesta.

É também uma forma de relevo dissimétrico, constituído por uma sucessão alternada de camadas rochosas com diferentes resistências ao desgaste e que se inclinam numa direção, formando um decline suave no reverso e um corte abrupto ou íngreme na chamada frente da cuesta.

Tipos[editar | editar código-fonte]

  • Basáltica correspondem às tudos escarpas dos Planaltos e Chapadas da Bacia do Paraná, sustentadas em rochas vulcânicas da Era Mesozoica, localizadas entre a Depressão Periférica da Costa Leste da Bacia do Paraná e os planaltos e chapadas da bacia do Paraná. Um outro exemplo de cuesta no Brasil é a de Botucatu, cidade no interior do Estado de São Paulo. Existem também as cuestas localizadas no Ceará, região nordeste do Brasil.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.