Cultura Antiga Cordilheira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Cultura Antiga Cordilheira, também conhecida como Fase Cascata, é uma antiga cultura dos povos Ameríndios que se assentou na região do Noroeste Pacífico da América do Norte, entre 9,000 a.C. ou 10,000 a.C até 5,500 a.C.

A Fase Cascata pode ser muito mais antiga, dependendo de quando os seres humanos chegaram nas Américas. Eles originaram-se no Alasca, e migraram para ocupar uma grande área, tanto quanto Idaho e os planaltos da Califórnia, mas eles não são considerados uma sociedade marítima. No entanto, suas pontas de flechas, ou pontas semelhantes a que usavam, foram encontradas mais ao sul, como no México e na América do Sul[1] . Esse é o típico artefato desse povo - uma ponta de projétil simples, bifacial e em forma de folha - que varia em torno de 6cm de comprimento. Essas ferramentas são usadas como lanças, dardos ou facas, indicando uma importância para a caça, no entanto eles também pescavam e coletavam para a subsistência. Sua principal subsistência era na terra para caça, a maioria sendo veados, bisões e outros mamíferos de grande porte.[2] [3] .

Essa cultura está associada aos falantes do Macro-Penutianos (uma hipotética macrofamília que podem incluir línguas penutianas, Uto-Astecas e outras famílias linguísticas)[1] . Essa cultura também criou os exemplos mais antigos de arte rupestre no Noroeste Pacífico[4]

Referências

  1. a b Josephy, Alvin M (August 26, 1991). The Indian Heritage of America. Houghton Mifflin Books. ISBN 0-395-57320-3. p. 132.
  2. "Old Cordilleran culture." Encyclopædia Britannica. 2006.
  3. Minnesota State University, EMuseum. Old Cordilleran. (URL accessed July 19, 2006).
  4. Keyser, James D. (July 1, 1992). Indian Rock Art of the Columbia Plateau. University of Washington Press. ISBN 0-295-97160-6. pps. 24-5.