Cusã-Risataim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Cusã-Risataim (em hebraico: כּוּשַׁן רִשְׁעָתַיִם; transl.: Kushan rish'atayim) é um personagem do Antigo Testamento, mencionado no livro dos Juízes como sendo um rei da Síria (ou da Mesopotâmia). Cusã também teve domínio sob Israel por oito anos[1] (1413 - 1405 a.C., segundo Ussher[2] ), como um castigo divino sofrido pelos hebreus devido a seu politeísmo, porém, foi derrotado por Otniel, primeiro juiz de Israel no período pós-morte de Josué.[1]

Em hebraico, "Kush" significa "negro",[3] e "Rish'atayim", "dupla maldade".[4] O nome deste rei não foi encontrado nas tábuas cuneiformes.[5] Rawlinson o identifica como Assurresisi I, o pai de Tiglate-Pileser I.[3]

Referências

  1. a b Juízes 3:8-9
  2. James Ussher, The Annals of the World [em linha]
  3. a b Easton's Bible Dictionary, Cush [em linha]
  4. Easton's Bible Dictionary, Chushan-rishathaim [em linha]
  5. Albert Barnes, Notes on the Bible (1834), Judges Chapter 3 [em linha]
Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.