Custo-meta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sistemas de custeio
Custeio por absorção (ou integral)
Custeio direto
Custo-padrão
Custeio baseado em atividades
Gestão econômica
Custo-meta

O custo-meta (em inglês: target costing) é uma estratégia de gestão de custos que, a partir do preço de mercado e de uma margem de lucro desejada, estabelece um teto de custo para os produtos ou serviços.

Essa estratégia é mais eficaz quando ocorre na fase de projeto do produto.

A ênfase do custo-meta no projeto do produto decorre do conhecimento de que a maior parcela do custo de certo produto ou serviço é determinada na fase de projeto. Durante a fase de fabricação melhorias são possíveis, porém o maior efeito do custo-meta pode ser obtido na fase de projeto.

Procedimento básico[editar | editar código-fonte]

Parte-se de um preço de venda projetado e deduz-se a parcela de lucro desejada pela empresa. Daí, tem-se o custo permitido que passa a ser a meta a ser alcançada pela empresa na produção do produto ou na prestação do serviço.

Assim, inicialmente deve analisar-se o mercado, identificar os objectivos do mesmo e a funcionalidade do produto. Depois, é calculado o custo alvo subtraindo ao preço alvo o lucro. A etapa que se segue é a arquitectura do processo de fabrico e o produto para obtermos o custo alvo. Se o resultado for viável produzimos, caso contrário, voltamos novamente ao projecto de fabrico.

Métodos para a redução dos custos[editar | editar código-fonte]

Para o uso eficaz dos recursos e diminuição dos custos existem três métodos: - Engenharia reversa – Os produtos concorrentes são analisados detalhadamente, com o objectivo de se descortinar novas características que possam originar redução de custos; - Análise de valores – Todas as funções em que o custo é superior ao preço pago pelo cliente devem ser eliminadas, e encontrar meios alternativos. Deve analisar-se o valor que o cliente dá às diferentes funções do produto; - Melhoria do processo – Os processos utilizados na execução do produto devem contribuir de forma eficiente para a redução de custos;1

Referências

  1. [SOUZA, Marcos Antônio; ZANELLA, Fernando C.; NASCIMENTO, Auster Moreira do. Utilização do custo-meta por empresas brasileiras como estratégia de gestão: alguns estudos setoriais utilizando o método da causalidade de Granger. Revista Contabilidade & Finanças. São Paulo: USP, 2005. ]

Ver também[editar | editar código-fonte]