Cv Barroso (V-34)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cv Barroso (V-34) primeiro teste de máquinas
Baia da Guanabara - abril de 2008

A Cv Barroso (V-34) é uma corveta da Classe de mesmo nome da Marinha do Brasil.

Construção[editar | editar código-fonte]

É o primeiro exemplar da Classe, designado como V-34,e foi construído no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ)[1] se faz ao mar pela 1ª vez e entrou em serviço no ano de 2008.[2]

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

O barco é uma homenagem ao herói nacional Almirante Francisco Manuel Barroso da Silva, Barão do Amazonas. Serviu na Marinha Imperial do Brasil, e teve importante papel na Batalha do Riachuelo, na Guerra do Paraguai.

Outros quatro navios ostentaram esse nome na Armada do Brasil, são eles:Encouraçado Barroso (1865), Cruzador Almirante Barroso (1880), Cruzador Barroso (C-1) (1895) e C Barroso (C-11) (1935).

Características[editar | editar código-fonte]

[3]

Dimensões[editar | editar código-fonte]

  • Deslocamento : 1.785 ton (padrão), 2.350 ton(carregado)
  • Dimensões : 103.4 m de comprimento, 11.4 m de boca e 5.3 m de calado.
  • Tripulação: 154 homens, sendo 15 oficiais (estimado)
  • Construtor: Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro - Ilha das Cobras

Desempenho[editar | editar código-fonte]

Cv Barroso (V-34) lançamento ao mar
AMRJ- dezembro de 2002
  • Velocidade máxima (nós): 29
  • Propulsão: CODOG - Turbina a gás ou motor a Diesel - 2 motores a Diesel MTU Friedrichshafen (20V 1163 TB83) para velocidades de cruzeiro ou 1 Turbina a Gás para alta velocidade General Electric (LM2500)
  • Raio de Ação (km): 7.200 a 14 nós
  • Eletricidade: 4 geradores diesel Siemens de 500 kW cada

Sistemas de armas e eletrônica[editar | editar código-fonte]

  • Armamento:
    • Sistema de lançamento MM40L para 4 x EXOCET MM-40 Block II ou MM-40 Block III
    • 2 lançadores de torpedos anti-submarinos Mk.32(3) - 6 x Alliant Techsystems MK-46 mod.5
    • 1 canhão de 4,5 polegadas (114,3mm) L55 Mk 8 com alcance de 22 km.
    • 1 canhão BAE Systems Bofors Trinity Mk 3 40mm com alça optrônica EOS-400 e com alcance de 10 km.
  • Radares
    • Diretor de tiro: SELEX Sistemi RTN-30X com alcance de 39 km
    • Navegação: RACAL-DECCA TM-1226C com alcance de 27 km
    • Pesquisa aérea: SELEX Sistemi RAN 20S com alcance de 117 km
  • Sonar: EDO Corp. 997(F) - Pesquisa ativa/ataque
  • Sistema: Sistema de Controle Tático, Comando e Controle SICONTA Mk III do IPqM .
  • Guerra Eletrônica: Jammer CME ET/SLQ-2 integrado ao MAGE B1BW e ao SLDM (Sistema de Lançamento de Despistadores de Mísseis)chaff, ou flare anti-IR e torpedo, todos desenvolvidos pelo IPqM .
  • Helicóptero: 1 AH-11A Westland Lynx ou 1 UH-12/13 Helibrás Esquilo

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. [1] Notícias da Marinha - Corveta "Barroso" se faz ao mar pela 1ª vez
  2. [2] Corveta Barroso, uma sobrevivente - Poder Naval OnLine
  3. [3] Ficha do Navio - Marinha do Brasil



Ícone de esboço Este artigo sobre a Marinha do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.