Cylon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo' (desde Setembro de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Os cylons (ou cilônios, como eram chamados na dublagem da série original no Brasil) constituem uma civilização malévola em guerra com as doze colônias da Humanidade no filme e na série de TV Battlestar Galactica, na série original de 1978/1980, bem como na "releitura" de 2003-2009. A palavra "cylon" foi criada na produção original e é pronunciada "sáilon".

A natureza e a origem dos cylons diferem grandemente entre a versão original do século XX[1] e aquela exibida a partir de 2003[2] . Na primeira série, a principal versão dos cylons era o centurião com sua armadura brilhante e o único olho, que emitia um brilho vermelho (efeito que depois seria visto no carro negro do seriado Knight Rider, conhecido no Brasil como A Super Máquina).

Centurião cylon na nova série

Não ficava claro se eram répteis com armaduras ou andróides ciclopes. Ambas as versões são também apresentadas nos livros derivados do antigo seriado. Entretanto, no seriado, o chefe supremo dos cylons parecia um réptil, sempre mostrado em tomada quase de costas, sentado em seu trono.

Já no seriado atual são claramente andróides que se rebelaram contra seus criadores humanos e depois evoluíram para a forma humanóide. Esse recurso de enredo criou um novo atrativo para os fãs: descobrir que tripulantes da Galactica poderiam ser cylons infiltrados, uma vez que assumiram a forma humana.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cylon


Ícone de esboço Este artigo sobre ficção científica e fantasia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.