Dérbi de Madrid

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dérbi de Madrid
Real Madrid x Atlético de Madrid
Atlético Madrid logo.png Atlético 66 vitória(s), 345 gol(s)
Real Madrid.png Real 144 vitória(s), 486 gol(s)
Empates 58
Total de jogos 268
Total de gols 831
editar

O Dérbi de Madrid é o confronto entre as equipes de futebol do Club Atlético de Madrid e do Real Madrid Club de Fútbol, sediadas em Madrid, capital da Espanha, clássico disputado desde 28 de fevereiro de 1905, em um empate por 1 a 1.

Transparent of Atlético-fans.jpg
Bernabeu en un Madrid-Atleti.JPG
Torcidas de Atlético e Real.

Histórias do dérbi[editar | editar código-fonte]

O Real Madrid tem vantagem estatística tanto nos jogos realizados em seu estádio, o Santiago Bernabéu, quanto no estádio do Atlético, o Vicente Calderón, embora no estádio do Atlético a diferença em seu favor seja muito pequena.

Gento e Santillana, com quinze derbis por parte do Real e Adelardo, com quatorze por parte do Atlético, são os jogadores que mais disputaram o Derbi de Madrid.

Um total de 10 jogadores disputaram o Dérbi vestindo as duas camisas: Esnáider, Hugo Sanchez, Ipiña, L. Olaso, Lazcano, Marín, Pazos, Pérez, Paya, Pruden e Schuster.

Santillana, do Real é o jogador que mais marcou neste confronto, com treze gols, seguido de Di Stéfano, também do Real, com 12 gols. Em terceiro vem Campos, goleador atleticano com 9 gols, assim como Raúl e Puskas, além de Prudem, que marcou 5 gols pelo Real e 4 pelo Atlético.[1]

No estádio do Real, o resultado mais repetido foi Real 2 a 1 e a maior goleada do time merengue foi 5 a 0 em duas ocasiões (2 de novembro de 1958 e 30 de outubro de 1983) e as maiores do Atlético como visitante foram por 4 a 0 (em 7 de abril de 1985 e em 7 de novembro de 1987).

Já os clássicos disputados no estádio do Atlético igualmente beneficiam o Real Madrid, que inclusive ganhou mais como visitante no Vicente Calderón do que em qualquer outro estádio espanhol, mesmo com o Atlético equilibrando os confrontos em seu estádio, provavelmente pelo menor número de empates.

O Atlético leva vantagem em seu estádio no quesito goleadas, tendo ganho duas vezes fazendo 5 gols (por 5 a 0 em 23 de novembro de 1947 e por 5 a 1 em 2 de dezembro de 1950). Por 4 a 0 ganhou em 18 de março de 1951 e 2 de janeiro de 1977 e por 4 a 1 em 7 de maio de 1972. A maior do Real no Vicente Calderón foi por 4 a 0 em 15 de junho de 2003.

Liga Espanhola[editar | editar código-fonte]

Pepe cerca Aguero em 2013

O Real Madrid venceu em 85 ocasiões, empatou 33 e por 37 vezes a vitória foi do Atlético, com 276 gols para os merengues e 206 para os colchoneros. Até o início da década de 1970 ainda havia certo equilíbrio nos números, mas a partir daí o Real Madrid aumentou a sua vantagem consideravelmente.

Copa do Rei da Espanha[editar | editar código-fonte]

Dérbi de Madrid no Vicente Calderón

Há muito equilíbrio nas estatísticas pela Copa do Rei, pois em 40 encontros, o Real Madrid ganhou 17, o Atlético de Madrid 13 e empataram em 10 oportunidades.

A primeira partida pela Copa foi disputada em 5 de fevereiro de 1928 e o Real Madrid jogando no campo do Atlético venceu por 1 a 0.

Em 20 cruzamentos por esta competição, o balanço favorece ao Real Madrid, ainda que em vários desses duelos, os brancos tenham se imposto através da definição por pênaltis (edições de 1975, 1979 e 1980).

Os merengues eliminaram o seu rival em 11 oportunidades e os colchoneros em 9, sendo 4 delas, em finais (1960, 1961, 1992 e 2013).

Finais pela Copa del Rei

Neste parâmetro o Atlético leva vantagem sobre o seu rival. Se enfrentaram em partidas decisivas por esta competição em 5 oportunidades: 1960, 1961, 1975, 1992 e 2013, com o Atlético derrotando o Real Madrid em 4 delas, com os merengues vencendo em uma ocasião (1975).

Em 1960, a vitória foi para los alvirrubros por 3 a 1 no Estadio Santiago Bernabéu, com gols de Jones, Joaquín Peiró e Enrique Collar, descontando Ferenc Puskás para o Real.

Em 1961, novamente o Atlético derrotou o seu clássico rival em pleno Bernabéu por 3 a 2, com 2 gols de Joaquín Peiró e um de Mendoza. Para os madridistas descontaram Alfredo Di Stéfano e o húngaro Puskás.

Em 1975, a vitória foi para o Real Madrid no Estádio Vicente Calderón por meio de definição por pênaltis, após empate a zero no tempo regulamentar.

Na temporada 1991/1992, o Atlético de Madrid voltou a vencer a Copa del Rey no Estadio Santiago Bernabéu, após derrotar o Real Madrid por 2 a 0, com tentos de Paulo Futre e Bernd Schuster.

Ao derrotar o Real Madrid por 2 a 1 em 17 de maio no Estádio Santiago Bernabéu, o Atlético sagrou-se campeão da Copa del Rey 2013.

Copa de la Liga[editar | editar código-fonte]

Pela Copa de la Liga (torneio oficial extinto) se enfrentaram em 4 oportunidades e aqui é o Atlético quem leva a dianteira no cômputo geral. Os colchoneros venceron 2 encontros, o Real Madrid 1, e igualaram o restante.

Na final de la temporada 1984/1985, a vitória foi para o Real Madrid. No cotejo de ida, disputado no Estadio Vicente Calderón, a vitória foi de 3 a 2 em favor dos alvirubros, com tentos de Rubio, Arteche e Cabrera, ainda que Pineda e Santillana tenham marcado para os brancos. No jogo de volta, disputado no Estadio Santiago Bernabéu, o Real Madrid ganhou por 2 a 0, com tentos de Stielike y Míchel, e conquistou esta Copa.

Primeiro dérbi a decidir a Liga dos Campeões da Europa[editar | editar código-fonte]

Pelo maior torneio europeu a nível de clubes, os grandes rivais se enfrentaram pela primeira vez na temporada 1958/1959. O Real Madrid, campeão da Liga espanhola de futebol e como campeão da Liga dos campeões da Europa da temporada anterior e o Atlético de Madrid, vice-campeão da Liga espanhola de futebol da temporada anterior, eliminaram a distintos rivais e se enfrentaram nas semifinais.

O jogo de ida foi favorável aos brancos, que derrotaram a seu clássico rival por 2 a 1, sendo que na volta a vitória foi para o Atlético por 1 a 0. Tiveram que jogar uma partida de desempate em Zaragoza e ali, a vitória foi para o Real por 2 a 1. Desta maneira, o Real passou para a final desta competição, em que se sagrou novamente campeão, derrotando o Stade de Reims, da França, na final.

Na temporada 2013/14, o Dérbi de Madrid se tornou o primeiro dérbi citadino a decidir a Liga dos campeões da Europa.[2] [3] O empate por 1 a 1 no tempo normal, seguido de vitória por 3 a 0 na prorrogação, deu o 10º título da Liga dos campeões ao Real Madrid, na final disputada no Estádio da Luz, em Lisboa.

Supercopa da Espanha[editar | editar código-fonte]

Na primeira final do Dérbi de Madrid pela Supercopa da Espanha, em 2014, empate na partida de ida por 1 a 1 e vitória do Atlético no Calderón por 1 a 0, com gol de Mandzukic aos 1':21" de jogo, gol mais rápido da história desta competição.[4]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

No Estádio Santiago Bernabéu
  • Última partida : Atlético 2-1 em 13 de setembro de 2014, pelo Campeonato Espanhol
  • Partidas: 78
  • Vitórias do Real: 51
  • Empates: 12
  • Vitórias do Atlético: 15
No Estádio Vicente Calderón
  • Última partida: Atlético 1-0 em 22 de agosto de 2014 , pela Supercopa da Espanha
  • Partidas: 74
  • Vitórias do Atlético: 24
  • Empates: 21
  • Vitórias do Real: 30
Competicão Partidas Vitórias do Real Empates Vitórias do Atlético Gols do Real Gols do Atlético
La Liga 155 85 33 37 276 206
Copa del Rey 40 17 13 10 55 41
Campeonato Regional Centro (1) 63 38 10 15 139 85
Copa da Liga 4 1 1 2 7 7
Supercopa da Espanha 2 - 1 1 1 2
Liga dos Campeões de Europa 4 3 0 1 8 4
Resumo 268 144 58 66 486 345
1 Incluída a Copa Federación Centro (e posteriormente Copa Presidente de la Federación Castellana de Fútbol e Copa Castilla).

Torcidas[editar | editar código-fonte]

O Real Madrid é um clube com origens ligadas à realeza espanhola e com as classes mais abastadas da Espanha, enquanto que o Atlético é por origem ligado às classes operárias da cidade de Madrid.

No entanto, atualmente em Madrid o Real tem muita presença entre os setores mais pobres da mesma sociedade e o Atlético supera o Real em alguns dos bairros mais ricos da cidade, no que se refere ao número de torcedores.

Já no campo político-ideológico, em linhas gerais, suas duas torcidas organizadas (Ultras Sur e Frente Atlético) são consideradas de extrema-direita ou formadas por eleitores de partidos de direita.

Segundo pesquisa realizada pela empresa Linea Staff em 2002, o Real possui a maior torcida da Espanha com 38% da preferência (cerca de 15 milhões de torcedores espalhados por várias regiões da Espanha), enquanto o Atlético tem a terceira maior, com 5% da simpatia dos espanhóis (cerca de dois milhões de torcedores concentrados principalmente em Madrid e regiões vizinhas).

Em Madrid, o Atlético tem cerca de 19% da torcida, enquanto o Real Madrid tem cerca de 70%, algo como em cada dez torcedores, sete torcem pelo Real, dois pelo Atlético e um por outro clube qualquer.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Listagem de títulos conquistados por Real Madrid CF e Club Atlético de Madrid nas competições oficiais, a nível regional, nacional e internacional, comuns aos dois clubes ao longo da história.

Competições Internacionais Real Madrid CF Club Atlético de Madrid
Taça Intercontinental / Mundial de Clubes 3 1
Taça dos Campeões Europeus / Liga dos Campeões da UEFA 10 -
Taça das Cidades com Feiras / Taça UEFA / Liga Europa 2 2
Taça das Taças - 1
Supertaça Europeia 1 2
Competições Nacionais Real Madrid CF Club Atlético de Madrid
Campeonato Espanhol 32 10
Taça de Espanha / Taça do Rei de Espanha 19 10
Copa da Liga Espanhola 1 -
Supercopa da Espanha 9 2
Copa Eva Duarte 1 2
Campeonato Espanhol - Segunda Divisão 0 1
Competições Regionais Real Madrid CF Club Atlético de Madrid
Campeonato do Centro 23 4
Total 101 35

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]