Díada (filosofia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Díada é um título usado pelos pitagóricos para o número dois, que representa o princípio de "duplicidade" ou "alteridade".

Numênio de Apameia disse que Pitágoras deu o nome Mônada a Deus, e o nome Díada à matéria[1] Aristóteles argumenta que as Formas são o princípio de todas as coisas e o números os princípios das Forma. Contudo Platão dizia que a Mônada e a díada eram os princípios dos números[2] .

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Charles H. Kahn. Pythagoras and the Pythagoreans: A Brief History. [S.l.]: Hackett Publishing, 2001. ISBN 978-0-87220-575-8
  2. Mário Dias Ferreira dos Santos. Pitágoras E O Tema Do Número. [S.l.]: IBRASA, 2000. 175– pp. ISBN 978-85-348-0162-1
Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.