Dúvida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde abril de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

A Dúvida (derivado do latim dubitare) é uma condição psicológica ou sentimento caracterizado pela ausência de convicção opondo-se à crença/ e ao saber. Ela é a incerteza ou desconfiança em relação a uma idéia, um fato, uma ação, de uma asserção ou de uma decisão. Para que se estabeleça a dúvida em geral é necessária uma noção de realidade do fato em que existe a suspeita, e isto pode adiar a decisão de ações relevantes ao fato pois podem estar incorretas ou incompletas.

Dúvida tende a ser totalmente racional e nos causa a hesitação de agir, sendo necessário aplicar métodos mais rigorosos para procurar eliminar a hesitação.

Método científico[editar | editar código-fonte]

O Método Científico pode ser descrito como motivado pela dúvida, isto é, mais do que aceitar teorias científicas já existentes e aceitas, propor novas experiências para confirmar se continuam válidas.

Filosofia[editar | editar código-fonte]

A dúvida constitui, mais do que um conceito, todo um vasto tema na reflexão filosófica, pelo que importa distinguir entre as variantes da sua determinação nocional e correlação com outros conceitos, e as teorias, métodos e procedimentos que de algum modo a sistematizam. O espanto, a ilusão, o erro e a ignorância constituem, entre outras atitudes, noções que exemplificam essa correlação negativa da dúvida face ao conhecimento. Algumas pessoas não tentam tirar suas dúvidas,por alguns motivos: -Timidez -Dificuldade de expressão -Medo de falar em público,e outras... A dúvida sintetiza os dois primeiros passos da experiência filosófica: Estranhamento e Questionamento. São três os passos para a experiência filosófica.Os dois citados acima,e o terceiro:A busca pela resposta. Lembre-se:Nem todo tipo de dúvida é filosófico.

Fonte:Livro Filosofar:Volume único,Editora Saraiva,2010,

Religião[editar | editar código-fonte]

Duvidar que deuses ou divindades existam é a base do agnosticismo. Além disso, esse tipo de dúvida implica questionar também as respectivas escrituras religiosas, supostamente inspiradas por eles. Nesse caso, a dúvida se reflete em desacreditar num conjunto de crenças enquanto verdadeiros.

Por esse motivo, em muitas religiões a dúvida é explicitamente combatida, sendo esperada total credulidade sem nenhum grau de hesitação. Disto vem o entendimento do conceito de dogma, uma afirmação que jamais deve ser questionada ou colocada em dúvida.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia
Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.