D'arcy Wretzky

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
D'arcy Wretzky
D'arcy Wretzky 32.jpg
D'arcy se apresentando com Smashing Pumpkins em abril de 1992
Informação geral
Nome completo D'arcy Elizabeth Wretzky-Brown
Nascimento 1 de maio de 1968 (45 anos)
South Haven, Michigan, E.U.A.
Gênero(s) Rock alternativo
Instrumento(s) Baixo, vocais, violino, piano, oboé, contrabaixo
Período em atividade 1988–1999
Afiliação(ões) The Smashing Pumpkins, Catherine

D'arcy Elizabeth Wretzky (South Haven, 1 de maio de 1968) é uma baixista americana, conhecida por ter feito parte da formação original da banda de rock alternativo The Smashing Pumpkins de 1988 a 1999. Durante sua carreira, ela tocou quase que exclusivamente um baixo Fender Jazz, e ocasionamente um Fender Precision.

Início de vida[editar | editar código-fonte]

Wretzky foi nascida e criada em South Haven, Michigan. Sua mãe, uma cantora, encorajou D'arcy e suas irmãs a trabalharem com música. Ao crescer, ela tocava violino. Ela mais tarde se referiria ao seu pai como "um homem muito estranho".

D'arcy estudou em L.C. Mohr High School em South Haven, onde iniciou seu interesse por pós-punk e começou a tocar em diversas bandas. Após se formar, mudou-se para a França para se juntar a uma banda, e ao chegar lá, descobriu que a mesma havia se separado, então ela voltou para os Estados Unidos e mudou-se para Chicago.

The Smashing Pumpkins[editar | editar código-fonte]

Após um show local D'arcy ouviu Billy Corgan criticando a banda que havia se apresentado. Os dois começaram a discutir, com D'arcy chamando Billy de "um babaca pretensioso". Ele então a chamou para entrar em sua banda, The Smashing Pumpkins, que na época contava com James Iha. D'arcy aceitou e meses depois, Jimmy Chamberlin completou a banda.

Wretzky levou os créditos por ter tocado baixo nos cinco primeiros álbuns da banda: Gish (1991), Siamese Dream (1993), Mellon Collie and the Infinite Sadness (1995), Adore (1998) e Machina/The Machines of God (2000). Foi confirmado por Billy e D'arcy, no entanto, que esta não tocou o baixo em "Siamese Dream". Durante a carreira do Smashing Pumpkins, D'arcy contribuiu nos vocais em "Daydream", a grande maioria das faixas do Siamese Dream, "1979"; "Cupid de Locke"; "Farewell and Goodnight"; "Beautiful"; "Where Boys Fear To Tread"; "Dreaming" e "The Bells". Ela também compôs "Daughter" em 1989, junto a Billy Corgan. Em 1996, produziu o álbum The Aeroplane Flies High.

Os membros da banda descreveram o período de D'arcy como "felizes e desconfortáveis". Billy Corgan a descreveu como "a autoridade moral da banda". Em 2000, ela foi substituída por Melissa Auf der Maur, ex-baixista do Hole e desapareceu da mídia. Ela não se juntou a reunião do Smashing Pumpkins em 2008. Em 2012, Billy Corgan afirmou que a convidou e que o seu convite foi negado, mas que não tinha problemas com D'arcy, e que sentia muito pelos problemas pessoais da mesma.

Outros trabalhos[editar | editar código-fonte]

Wretzky juntou-se a banda Catherine em 1996 como a segunda vocalista do último álbum da banda, "Hot Saki and Bedtime Stories", e apareceu no clipe da música "Four Leaf Clover".

Em 1999, ela gravou vocais em duas músicas do Filter: "Cancer" e "Take a Picture".

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Entre 1993 e 1999, foi casada com Kerry Brown, produtor musical e baterista da banda Catherine. Foi presa duas vezes: em 2000, por possessão de crack e cocaína, e em 2011, por dirigir bêbada. Ela afirmou não estar saudável o suficiente para retornar à música.