D-brana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Teoria das cordas
Calabi-Yau.png
Teoria das supercordas
Conceitos
Cordas · Branes
Variedade de Calabi-Yau
Álgebra de Kac-Moody
D-brane
E8 Grupo de Lie

Em teoria quântica de campos, as D-branas são em certo sentido defeitos topológicos[nota 1] e na teoria das cordas são uma classe de objetos estendidos sobre a qual cordas abertas pode acabar com as condições de fronteira de Dirichlet[1] . D-Branas foram nomeadas em homenagem a Johann Peter Gustav Lejeune Dirichlet. D-branas foram descobertas por Dai, Robert Leigh and Joseph Polchinski, e independentemente por Petr Hořava em 1989. Em 1995, Polchinski identificou D-branas com soluções p-brana negra de supergravidade[2] , uma descoberta que desencadeou a segunda revolução das supercordas [nota 2] e levou a dualidade holográficas e a dualidade da teoria-M. [3] [4] [5]


As D-branas são tipicamente classificadas pela sua dimensão espacial, o que é indicado por um número escrito após o D. A D0-brana é um único ponto, a D1-brana é uma linha (às vezes chamada de "D-Corda"), a D2-brana é um plano, e uma D25-brana preenche o espaço de maior dimensão considerada na teoria das cordas bosônicas[6] . Há também as D(-1)-branas instantônicas[nota 3] , que estão localizadas no espaço e no tempo.

Notas

  1. Defeito topológico é uma solução de um sistema de equações diferenciais parciais (ou de uma teoria quântica de campos)homotopicamente distintas da solução de vácuo, que pode serem provados a existência porque as condições de limite implicam na existência de soluções homotopicamente distintas.
  2. No início de 1990, Edward Witten e outros encontraram fortes evidências de que as diferentes teorias das supercordas eram limites diferentes da nova teoria de 11 dimensões chamada teoria-M. Estas descobertas provocaram a segunda revolução das supercordas que ocorreu aproximadamente entre 1994 e 1997
  3. Um instanton (ou pseudo partícula) é uma noção que aparece em física teórica e matemática.

Referências

  1. Cheng, A. and D. T. Cheng (2005). Heritage and early history of the boundary element method, Engineering Analysis with Boundary Elements, 29, 268–302.
  2. Estudo das frequências quasinormais das p-branas negras por Jéferson de Oliveira 2010 [[1]]
  3. Propriedades físicas e geométricas das D-branas por Ion Vasile Vancea[[2]]
  4. SOLITONS AND GRAVITATION por Faria[[3]]
  5. Buracos Negrospor Óscar Dias [[4]]
  6. Introduction to the Bosonic String [[5]]
Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.