DNA não-codificante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em genética, DNA não codificante descreve o DNA que não contém instruções para fazer proteínas (ou outros produtos celulares tais como o RNA não-codificante). Em eucariontes, uma grande percentagem do tamanho total do genoma de muitos organismos é composto por DNA não-codificante (um facto conhecido como "C-value enigma"). Algum do DNA não-codificante está envolvido na regulação da actividade das regiões codificantes. No entanto, muito deste DNA não tem função e por vezez é referido como "junk DNA".

Fração do DNA não codificante[editar | editar código-fonte]

A quantidade de DNA varia muito entre os organismos, assim também a proporção do DNA codificante e o não codificante. Mais de 98% do genoma humano não codifica proteínas, incluindo os introns e o material da região intergênica.[1]

O tamanho total do genoma, e por extensão do montante não codificante tem relação com a complexidade dos organismos, com exceções. Por exemplo, o genoma do unicelular Polychaos dubium (anteriormente conhecida como Amoeba dubia) foi descrita como tendo 200 vezes o tamanho do genoma humano.[2]

Referências

  1. Elgar G, Vavouri T. (julho 2008). "Tuning in to the signals: noncoding sequence conservation in vertebrate genomes". Trends Genet. 24 (7): 344–52. DOI:10.1016/j.tig.2008.04.005. PMID 18514361.
  2. Gregory TR, Hebert PD. (abril 1999). "The modulation of DNA content: proximate causes and ultimate consequences". Genome Res. 9 (4): 317–24. DOI:10.1101/gr.9.4.317. PMID 10207154.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]