Dado Villa-Lobos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dado Villa-lobos
Informação geral
Nome completo Eduardo Dutra Villa-Lobos
Também conhecido(a) como Dado
Nascimento 29 de junho de 1965 (48 anos)
Origem Bruxelas
País  Bélgica  Brasil
Gênero(s) Punk Rock
Pop Rock Pós-Punk New Wave
Instrumento(s) Violão e Guitarra
Período em atividade 1983 - 1996
Gravadora(s) EMI
Afiliação(ões) Legião Urbana
Os Paralamas do Sucesso
Dado e o Reino Animal
Paula Toller
Jota Quest
Página oficial www.dadovilla-lobos.com.br

Eduardo Dutra "Dado" Villa-Lobos (Bruxelas, 29 de junho de 1965) é um músico brasileiro nascido na Bélgica, mais conhecido por seu trabalho com a banda de rock brasiliense Legião Urbana, e também por ser sobrinho-neto do compositor clássico Heitor Villa-Lobos.

Assumiu a guitarra da Legião Urbana[1] em 1983. Tocou na banda Dado e o Reino Animal[2] antes de substituir Ico Ouro-Preto, às vésperas da gravação do primeiro LP.

É o responsável pela produção dos últimos discos da Legião: A Tempestade (ou O Livro dos Dias) , Uma Outra Estação e Como É que Se Diz Eu Te Amo.

É autor das trilhas sonoras dos filmes O Homem do Ano (de José Henrique Fonseca), Bufo & Spallanzani (de Flávio Tambellini) - pela qual recebeu o prêmio de melhor trilha sonora no Festival do Cinema Brasileiro, em Miami - e "Pro Dia Nascer Feliz" (de João Jardim) - também vencedor do Kikito de Melhor Trilha Sonora no Festival de Gramado de 2006.

Lançou seu primeiro disco solo, Dado Villa-lobos e o Jardim de Cactus ao Vivo, em parceria com a MTV dentro do projeto MTV Apresenta, em 2005. O DVD e CD foram gravados em abril do mesmo ano.

Em 2007 Dado participou do disco "Liebe Paradiso", na faixa "Polaroides", juntamente com Sandra de Sá, Artur Maia, Donatinho, Bernardo Bosisio, Renato "Massa" Calmon, Armando Marçal e Sacha Amback. [3]

Em 2011 Dado participou da apresentação da Orquestra Sinfônica Brasileira do Rock in Rio IV no palco mundo com a música "Será?", a apresentação "Rock in Rio - Concerto Sinfônico Legião Urbana" foi lançada em CD e DVD em 2013.[4]

Em 30 de maio de 2012, participou do Tributo ao Legião Urbana com Wagner Moura,[5] onde se desentendeu com um fã, durante a apresentação, mas no final deu tudo certo.[6] [7] [8]

Em 2012, Dado e seu ex-parceiro de Legião Urbana e amigo Marcelo Bonfá, ambos estão viajando com a banda mineira Jota Quest há um bom tempo fazendo participações nos shows da banda tocando algumas canções da Legião e participaram do DVD Multishow ao Vivo: Folia & Caos, o mais novo da banda Mineira tocando o clássico "Tempo perdido".

Em 27 de novembro de 2012 Dado lançou seu segundo disco solo, "O Passo do Colapso", somente em formato digital no iTunes.[9] O álbum teve como single a música "Colapso".

Representação na mídia[editar | editar código-fonte]

Em 2011, foi filmado o longa-metragem Somos tão Jovens , do qual seu filho Nicolau Villa-Lobos interpretou seu pai, Dado.[10] O filme foi lançado em maio de 2013.[11] [12]

Referências

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Dado Villa-Lobos


Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.