Dagoberto Fontes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dagoberto Fontes
Informações pessoais
Nome completo Dagoberto Fontes
Data de nasc. 6 de Junho de 1943 (70 anos)
Local de nasc. Maldonado, Uruguai
Altura 1,77 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1966–1971
1972
Uruguai Defensor Sporting
México Puebla

Seleção nacional
1968–1970 Flag of Uruguay.svg Uruguai 13 (0)

Dagoberto Fontes (Maldonado, 6 de junho de 1945) é um ex-futebolista uruguaio que atuava como atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

A carreira clubística de Fontes foi bastante curta, tendo o atacante se destacado no Defensor Sporting, onde fez sua estreia como profissional em 1966, já aos 21 anos, saindo da agremiação cinco anos depois.

Tendo ficado o restante de 1971 sem jogar, Fontes voltaria à ativa em 1972 para defender o Puebla, se aposentando na equipe mexicana com apenas 29 anos.

Seleção Uruguaia[editar | editar código-fonte]

Pela Seleção Uruguaia, Fontes realizou treze partidas entre 1968 e 1970, não marcando nenhum gol.[1]

Disputou quatro partidas no torneio, mas seria lembrado na partida entre Brasil e Uruguai, pela semifinal da Copa do Mundo de 1970 (única de sua carreira) por um lance curioso: ao tentar tentar desarmar Pelé, o "Rei do Futebol" acertou uma cotovelada no rosto do uruguaio e ambos caíram no gramado. A perfeição do lance confundiu o árbitro espanhol José Ortíz de Mendibíl, que ao invés de punir Pelé, marcou falta de Fontes.[2]

Referências

Bandeira de UruguaiSoccer icon Este artigo sobre futebolistas uruguaios é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.