Daguesh

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A língua hebraica tem um pontinho chamado daguesh, um sinal "enfatizador". Há dois tipos de enfatizadores: o brando (qal, conhecido também como daguesh lene) e o forte (chazaq ou daguesh forte). Há duas subcategorias de daguesh forte: forte estrutural (chazaq tavniti) e o forte complementar (chazaq mashlim). O daguesh brando afeta os fonemas /v/ /g/ /d/ /kh/ /f/ /t/ no início de uma palavra, ou depois de um scheva de repouso. As ênfases do tipo forte estrutural pertencem a certos padrões vocálicos (mishkalim e binyanim). (veja a secção sobre gramática, a ser incluída a seguir). O daguesh forte complementar é acrescentado quando ocorre uma assimilação vocálica. Como mencionamos antes, a ênfase influencia qual par de alófonos deve ser pronunciado. Bastante interessante é que uma certa evidência histórica indica que /g/, /d/ and /t/ costumavam ter versões de ênfase próprias, contudo elas desapareceram de praticamente todos os dialetos falados do hebraico. Todas as outras consoantes, exceto as aspiradas, podem receber uma ênfase, mas seus sons não sofrerão mudanças.

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.