Damaralândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira proposta para o bantustão da Damaralândia (1979).
Localização da Damaralândia.

Damaralândia[1] (neologismo de origem alemã: terra dos damaras) foi o nome dado de finais do século XIX até ao final da Primeira Guerra Mundial ao norte da região central do Sudoeste Africano Alemão, coincidente com o território habitado pelos povos de etnia herero, povos que no século XIX eram em geral referidos pelos europeus como os "damaras". A região tinha fronteiras imprecisas, sendo limitada a norte pela Ovambolândia, a oeste pelo Deserto do Namibe, a leste pelo Deserto do Kalahari, e a sul pela região de Windhoek. Na literatura portuguesa o nome aparece por vezes aplicado a toda a colónia alemã do Sudoeste Africano.

O nome caiu em desuso com o fim da presença alemã no sudoeste da África, mas foi retomado na década de 1970 pelo regime do apartheid sul-africano que iniciou a constituição de um bantustão designado por Damaraland destinado a ser o estado autónomo do povo damara. Com esse objetivo, em 1980 foi criado um governo local e iniciadas as mudanças institucionais necessárias à constituição da nova entidade política. O projetado bantustão da Damaralândia ficava situado no extremo costeiro ocidental do território que no século XIX fora conhecido por aquele nome, com uma extensão muito inferior ao território histórico. A nova Damaralândia, como todos os outros projetados bantustões do Sudoeste Africano, foi abolida em maio de 1989, no início do processo de transição que levou à independência da Namíbia.

Referências

  1. Fernandes, Ivo Xavier. Topónimos e Gentílicos. Porto: Editora Educação Nacional, Lda., 1941. vol. I.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]