Damat Ferid Paşa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde janeiro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Damat Ferid Paşa ou Damat Ferid Paxá (nome completo: Damat Mehmed Adil Derid Paşa) foi um estadista otomano que ocupou o cargo de Grão-Vizir duas vezes durante o reinado do último sultão otomano Mehmed VI Vahdeddin, sendo a primeira entre 4 de março de 1919 e 2 de outubro de 1919 e a segundo entre 5 de abril de 1920 e 21 de outubro de 1920.

Nasceu em 1853 em Istambul, filho de Seyyid Izzet Efendi, membro do Conselho de Estado Otomano (Şûrâ-yı Devlet), com raízes na vila de Potoci, próxima a Pljevlja, atualmente em Montenegro. Entrou no corpo diplomático do Império Otomano e ocupou diferentes postos em várias embaixadas como Paris, Berlim, São Petesburgo e Londres. Casou-se com uma irma do sultão Abdülmecid. Assim como seu pai, tornou-se membro do Conselho de Estado em 1884.

Seu primeiro governo coincidiu com a ocupação de Esmirna pelo Exército grego. Deixou as funções em 30 de setembro de 1919, porém, após dois curtos ministérios, do de Ali Rıza Paşa e Hulusi Salih Paşa, o sultão reve de chamá-lo novamente para formar um novo governo em 5 de abril de 1920 e permaneceu como Grão-Vizir até 17 de outubro de 1920, formando dois gabinetes nesse período.

Seu segundo governo coincidiu com o fechamento do parlamento otomano sob a pressão das forças de ocupação francesas e britânicas. Com outros quatro plenipotenciários, assinou o Tratado de Sevrès, desastroso para a Turquia, o que causou uma reação tumultuosa contra sua pessoa e começou a tornar-se hostil para o novo movimento nacionalista liderado por Mustafá Kemal Paşa.


Ícone de esboço Este artigo sobre História da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.