Dance Dance Revolution

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplo de Dance Dance Revolution, versão arcade.

Dance Dance Revolution, ou DDR (também chamado de Dancing Stage na Europa), é uma franquia de videogames musicais produzida pela Konami e lançado inicialmente para arcades em setembro de 1998 no Japão, após ser exibida na Tokyo Game Show no início do ano. Desde então, o jogo alcançou um grande sucesso ao redor do mundo, incluindo a América do Norte, a Europa e alguns países latino-americanos [1] . Até 2005, foram produzidas mais de 90 versões oficiais, incluindo versões para consoles domésticos. A série Dance Dance Revolution faz parte da divisão Bemani da empresa, que cuida de jogos musicais.

O jogo inclui uma base ou um tapete de dança com quatro setas: Para cima, para baixo, esquerda e direita. Deve-se pressionar as setas com os pés conforme setas correspondentes atingem um ponto na tela. Essas setas são sincronizadas com o ritmo da música, levando o jogador a "dançar" no ritmo desta dança. Por fim, mostra-se uma pontuação baseada no quanto o jogador conseguiu acompanhar as setas da tela com movimentos correspondentes dos pés.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

A jogabilidade de todos os jogos da série é mais ou menos igual: Um conjunto de setas desliza pela tela, de baixo pra cima, passando por um conjunto de quatro setas transparentes na parte superior da tela. Quando uma das setas deslizantes passa por uma seta transparente correspondente, o jogador deve pressionar, com o pé, a seta correspondente na base ou tapete de dança.

Conforme a precisão do jogador em pressionar a seta em conformidade com o ritmo, o passo recebe avaliações graduais que vão de "wonderful" (precisão perfeita), passando por "perfect", "great", "good", "ok", "bad" ou "miss" (quando a seta não é pressionada). A nomenclatura das avaliações varia conforme a versão do jogo.

No topo da tela há uma "barra de vida". A barra se enche conforme o jogador consiga acompanhar as setas e se esvazia conforme não consiga. Caso essa barra se esvazie por completo, o jogo acaba. Caso contrário, o jogador recebe uma nota por sua performance e pode continuar com outra música (geralmente há um limite de músicas, de três a cinco).

Músicas[editar | editar código-fonte]

As músicas que acompanham o jogo têm entre 1:20 e 1:55 de duração e podem ser escolhidas pelo usuário: Cada uma tem vários esquemas de passos correspondente, e uma indicação de quanto cada esquema é difícil de se acompanhar. Essa dificuldade é expressa por uma escala de "pés", sendo que mais pés indicam uma dificulade maior, até a versão 5th Mix. A partir da versão 6th Mix a dificuldade passou a ser expressa também através do "Groove Radar", que indica os picos de dificuldade de cada elemento da música, em conjunto com a escala em "pés"

As músicas vêm de diversas fontes: Canções pop japonesas licenciadas para o jogo, canções internacionais licenciadas através de covers, canções licenciadas da coleção Dancemania da EMI (especialmente dance music européia), músicas feitas especialmente para o jogo por artistas da Bemani, como Naoki Maeda, e outros artistas dos estúdios internos da Konami. Em geral, as músicas se caracterizam por uma forte batida para marcar o ritmo, podendo ser lentas, rápidas ou mesmo mudar de velocidade no meio da execução. A canção mais lenta da série é be in my paradise, com uma velocidade constante de 63 BPM, e no outro extremo há as canções MAX (incluindo MAX 300, MAxX Unlimited e the legend of MAX), que podem chegar a 655 BPM.

O jogo é dividido em 3 ou 4 "modos" com dificuldade crescente, sendo que sua nomenclatura específica pode mudar de versão para versão. Cada música tem um esquema de passos para cada modo, ou seja, a mesma música pode ser dançada de maneira simples ou mais complicada.

Outros jogos relacionados[editar | editar código-fonte]

Tapete de dança para o jogo Dance Dance Revolution.

- Pump It Up - ´produzida pela empresa coreana Andamiro, com jogabilidade similar à série Dance Dance Revolution, que teve distribuição bastante ampla em vários países e compete em popularidade com a Dance Dance Revolution na América Latina. Seu funcionamento conta com cinco teclas distribuídas de maneira diferente: Quatro nas diagonais e uma no meio. A série é conhecida por ter um grande repertório de músicas pop coreanas, músicas originais produzidas por estúdios internos da Andamiro e, em algumas versões, várias músicas latinas

- EZ2Dancer - possui botões em diagonais e sensores de movimento que captam os movimentos dos braços. Produzida pela empresa chinesa Wlamine

- Into The Groove - produzida pela empresa Roxor Games, tornou-se bastante popular nos Estados Unidos durante o período em que a Konami deixou de produzir novas versões da Dance Dance Revolution, possuindo layout semelhante de botões. Teve duas versões lançadas: In The Groove e In the Groove 2 - esta versão produzida em conjunto com a Andamiro. Uma terceira versão chegou a ser produzida mas não pode ser lançada devido a um processo de plágio movido pela Konami contra a Roxor Games, vencido pela produtora japonesa[2]

- SSamba - produzida na China sob encomenda da empresa brasileira PlayLand. Posuse um layout semelhante à Pump It Up

Também surgiram alguns jogos que permitem a simulação de máquinas de dança no computador: O mais conhecido é o Stepmania, que permite uma personalização de praticamente qualquer aspecto do jogo e conta com vários sites com músicas e tutoriais. Também há jogos do gênero em flash (Flash Flash Revolution) e para sistemas operacionais mais antigos que permitem apenas textos (Text Text Revolution). O controle pode ser feito pelo teclado (com os dedos) ou através de um tapete de dança com conexão USB.

Além da versão arcade, Dance Dance Revolution foi adaptado para um série de consoles domésticos:

Também há uma versão de Dance Dance Revolution com os personagens da série Mario Bros.

Comunidade[editar | editar código-fonte]

Joystick especial para jogos de dança.

O advento desses jogos de dança levou ao surgimento de uma grande comunidade de fãs e jogadores, com características inéditas em jogos de arcade. A possibilidade de se jogar em dupla levou ao surgimento de grupos e times que organizam eventos e competições. A visita ao arcade passou a ser, cada vez mais, um encontro social ao invés de uma diversão solitária. Jogadores experientes chegam a ter fãs e seguidores impressionados com sua habilidade.

Há relatos de pessoas que conseguiram perder peso com a prática regular de Dance Dance Revolution: O jogo funciona como uma atividade aeróbica, proporcionando grande gasto de energia. Algumas escolas e universidades dos americanas incluíram sessões de DDR em seu currículo, e na Noruega o jogo é oficialmente considerado um Desporto.

Atualmente, o jogo tem perdido interesse no Ocidente, assim como outros jogos similares, diante de uma nova onda de jogos de dança com sensores de movimento promovida por jogos como Just Dance e Dance Central. Entretanto, no Japão a Konami continua produzindo novas versões arcade em menor escala, sem lançamentos internacionais

Um webcomic, chamado 10k Commotion, tem como tema principal o Dance Dance Revolution.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. David Liu (18 de março de 2012.). David Liu. Stansford. A Case history of success of Dance Dance Revolution Universidade de Stansford. Visitado em 13 de fevereiro de 2012.
  2. Edge (19 outubro 2006).
  3. 10k Commotion

Ligações externas[editar | editar código-fonte]