Dandara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Dandara foi uma guerreira[1] negra do período colonial do Brasil, esposa de Zumbi dos Palmares [1] [2] e mãe de seus três filhos[1] . Suicidou-se depois de presa[1] , em 6 de fevereiro de 1694, para não retornar à condição de escrava. Não existem dados sobre sua vida e quase todos os relatos são lendas[2] . Os nomes dos seus filhos eram Motumbo, Harmódio e Aristogíton[3] [4] [5] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Árvore genealógica de Dandara, baseada nas informações do site da TV Brasil[6] , em Reginaldo de Souza Santos[1] e em Décio Freitas[7] :

 
 
 
 
 
Algum Rei do Congo
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Aqualtune
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ganga Zumba
 
Ganga Zona
 
Sabina
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Zumbi dos Palmares
 
 
 
 
 
 
Dandara
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Motumbo
 
Harmódio
 
Aristogíton

Referências

  1. a b c d e Damas Negras, por Reginaldo de Souza Santos [ligação inativa]
  2. a b Entrevista: Sem grilhões, a resistência negra, entrevistadora Flávia Mattar, entrevistada Alzira Rufino
  3. Brasil História: Informativo e crítico [em linha]
  4. Fantástica Fábrica de Anna [em linha]
  5. Pré Vestibular Comunitário Cocaia [em linha]
  6. Aqualtune, Semana da Consciência Negra
  7. Décio Freitas, Palmares - A Guerra dos Escravos, Edições Graal, 1982


Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.