Dantas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa



Dantas
Gênero Masculino
Todas as páginas iniciadas por "Dantas"

Dantas é um sobrenome de origem Portuguesa, cuja contracção da partícula de ligação "de" com o sobrenome Antas. É um apelido de origem toponímica ligado aos antigos povos druidas celta. Representa uma família de tradição na região Seridó do Rio Grande do Norte , vindo a fundar a cidade de Carnaúba dos Dantas, ainda possuindo alguns representantes nas regiões sul e sudeste.

Brasão da família Dantas

Os Druidas[editar | editar código-fonte]

Os Druidas foram os povos de origem indo-européia que habitavam extensas áreas da Europa pré-romana, eram sacerdotes do lendário povo celta. A natureza e as questões sobre respeito à vida acima de qualquer coisa é o ideal de um Druida. Como os maiores sábios e seres dotados de dons especiais, os Druidas eram conselheiros de reis e sacerdotes das tribos. Praticamente tudo que é sabido sobre os druidas, foi relatado por historiadores gregos e romanos que tiveram contato com os celtas nos séculos que antecederam ao cristianismo. Descreveram como poderosos sacerdotes dos povos celtas, sábios e juristas, poetas, contador de mitos e lendas, místicos e conselheiros.

Os Dantas em Portugal[editar | editar código-fonte]

São originários de Portugal mais propriamente do norte província do MINHO. Dizem alguns genealogistas que procedem da família de Fernão Mendes de Antas (ou D’antas), pai de D. Fernão Mendes de Bragança o bravo senhor de Bragança. Mem Fernandes Antas ou D. Fernão Mendes de Bragança foi um fidalgo e cavaleiro medieval português, foi Governador de Bragança e alferes do 1º rei de Portugal D. Afonso I (que reinou nos anos de 1143 a 1185). Era filho de Fernão Mendes de Antas e de N…?? Afonso de Leão. D. Afonso I - Primeiro rei de Portugal Casou com Sancha Viegas de Baião, filha de Egas Gosendes de Baião e de Unisco Viegas de quem teve os filhos:

1 - D. Fernão Mendes, senhor de Bragança (1095 -1160) casado por duas vezes, a primeira com Teresa Soares da Maia e a segunda com D. Sancha Henriques, infanta de Portugal, filha de Henrique de Borgonha, conde de Portucale (região portuária) e de Teresa de Leão. Infanta era um titulo dado para as filhas dos reis de Portugal ou da Espanha, mas que não eram as herdeiras das coroas. O casamento com D. Sancha revela a alta linhagem de D. Fernão Mendes.

2 - Rui Mendes.

3 - Urraca Mendes casada por duas vezes, a primeira com Diogo Gonçalves Cête e a segunda com Soeiro Pais Mouro.

4 - Nuno Mendes de Caria casado com Dórdia Mendes de Riba Douro.

Os Dantas no Brasil[editar | editar código-fonte]

Como aconteceu com muitos outros apelidos, também neste (das Antas, de Antas, D'antas) se deu a junção da preposição e existe por isso sob a forma Dantas. Comprovadamente, os registros mais antigos encontrados com esse sobrenome e relacionados ao Brasil, são os da família Moraes D'antas (ou Antas) datados de 1555.

Balthazar de Moraes de Antas nascido em Mogadouro, na região de Bragança, antes de 1540. Era filho de Pedro de Moraes e Ignes Navarro de Antas. Pertencia as famílias Moraes e Antas, mas não era herdeiro do morgadio, que cabia ao primogênito e que na maior parte tinha sido anexado à coroa. Teve uma irmã casada com o sargento-mor José Alvares Meirelles, cavaleiro fidalgo da casa do Sr. D. Antonio, e morador no Mogadouro pelos anos de 1575, era irmão também de Belchior de Moraes de Antas. Era 10º neto de Afonso Henriques fundador de Portugal.

Balthazar chega a São Vicente em 1555 e casa-se com Brites Rodrigues Annes antes de 1561. Brites Rodrigues Annes nasceu em Portugal e era filha de Joanne Annes Sobrinho, que de Portugal tinha vindo à capitania de São Vicente trazendo solteiras três filhas. Todas casaram com pessoas de conhecida nobreza.

Fontes:

http://familiadantas.50webs.com/as_origens_do_nome_dantas.htm




Pessoas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um prenome ou sobrenome é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.