Darling Lili

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde abril de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Darling Lili
Lili, minha adorável espiã (PT/BR)
 Estados Unidos
1970 • cor • 136 min 
Direção Blake Edwards
Produção Blake Edwards
Roteiro William Peter Blatty
Blake Edwards
Elenco Julie Andrews
Rock Hudson
Género Musical
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

Darling Lili (no Brasil: Lili, minha adorável espiã / em Portugal: Lili, minha adorável espiã) é um filme musical dos Estados Unidos de 1970, do gênero drama, dirigido por Blake Edwards.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Paris, durante a I Guerra Mundial. Lili Smith é uma famosa cantora popular que carrega um segredo: é uma espiã alemã, que recebe ordens do coronel Kurt Von Ruger.

O coronel considera o crescimento dos aviões de combate um factor decisivo nas batalhas e assim ele ordena que Lili se torne íntima de um famoso piloto, o major William F. Larrabee, e tente arrancar dele o maior número de informações possíveis. No entanto ela logo descobre que está apaixonada por Larrabee e vê-se no meio de um problema.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

  • Recebeu três nomeações ao Óscar, nas categorias de:
    • Melhor Banda Sonora
    • Melhor Canção Original ("Whistling Away the Dark")
    • Melhor Guarda-Roupa
  • Ganhou o Globo de Ouro de Melhor Canção Original ("Whistling Away the Dark"), além de ter sido nomeado nas categorias de:
    • Melhor Filme - Comédia/Musical
    • Melhor Actriz - Comédia/Musical (Julie Andrews)
  • Recebeu uma nomeação ao Grammy de Melhor Banda Sonora - Filme/Especial de TV.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Os Melhores Filmes de Todos os Tempos, de Alan Smithee, 1995