David Yonggi Cho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de David (Paul) Yonggi Cho)
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde novembro de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

David (Paul) Yonggi Cho (14 de fevereiro de 1936–) é um ministro evangélico coreano, ligado à Associação Mundial das Assembleias de Deus. É pastor da Igreja do Evangelho Pleno de Yoido. Ele nasceu com o nome de Yonggi Cho, incluiu o primeiro nome Paul para facilitar o contato com os ocidentais, mas depois mudou seu nome para David Yonggi Cho.

Conversão e Início do Ministério[editar | editar código-fonte]

Cho nasceu em um lar budista e foi assim até os 19 anos, quando, após ficar doente de tuberculose se converteu à fé cristã. Após a sua conversão, ele se uniu a uma igreja pentecostal. Inicialmente foi intérprete de missionários norte-americanos, mas em 1958, começou a pregar num bairro pobre de Seul. Pregava para poucas pessoas, mas depois a membresia foi aumentando. Após o serviço militar, abriu um novo templo em Seodamun, em 1961, com 1500 membros. Após um tempo, se casou com Kim Sung Hye, filha de sua associada Jasil Choi Kim, com quem tiveram 3 filhos.

Nesta época também implantou uma estratégia de evangelismo de reuniões eclesiásticas nas casas dos membros, o que fez com que a igreja crescesse bastante. A través de seus livros, divulgou amplamente o sistema das células, inspirando o colombiano César Castellanos a criar o movimento conhecido como G12.

A Igreja em Yoido[editar | editar código-fonte]

Após a igreja crescer, chegando a mais de 10 mil membros. A igreja comprou uma grande propriedade na ilha de Yoido, no rio Han, construindo um grande auditório. Segundo números da própria igreja, ela possui aproximadamente 800 mil membros. A igreja sustenta cerca de 500 missionários.

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

O crescimento fez com que viessem polêmicas. Entre elas está a de ter feito uso da visualização direcionada para fazer sua igreja crescer, prática que defende abertamente no seu livro A Quarta Dimensão. Cho é severamente criticado por Dave Hunt, Michael Horton, John Fullerton MacArthur e Paulo Romeiro, pois identificam essa prática com o xamanismo.

O teólogo Harvey Cox o identificou como sendo influenciado por filosofias coreanas. As acusações fizeram com que as Assembleias de Deus da Coréia suspendessem sua ordenação temporariamente até a investigação, que concluiu que suas crenças eram compatíveis com a Bíblia.

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • A Quarta Dimensão
  • A Oração Eficaz
  • A Oração a chave do avivamento
  • Seja um Vencedor
  • Manual de Estudos para Grupos Familiares
  • Grupos Familiares e o Crescimento da Igreja
  • Muito Mais do que Números
  • Soluções para os Problemas da Vida
  • Por que Sofremos?
  • Orando com Jesus
  • O Espírito Santo, meu Companheiro
  • Apocalipse
  • Entender Crer e Estar Convicto
  • A Videira e os Ramos
  • Orar sempre e não desanimar
  • A fé construida sobre a palavra
  • O Caminho eterno da felicidade

Ligações externas[editar | editar código-fonte]