David Graeber

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
David Graeber
Nascimento 15 de Fevereiro de 1961
Ocupação antropólogo, professor, ativista libertário

David Graeber (Nova York, 12 de fevereiro de 1961) é um anarquista, antropólogo e professor leitor (em inglês: reader) de antropologia social, no Colégio Goldsmith da Universidade de Londres[1] . Anteriormente foi professor associado na Universidade de Yale, instituição que, anteriormente, se negou a recontratá-lo após o término de seu contrato em junho de 2007, assunto em torno do qual se apresentam controvérsias e cartas de apoio ao professor e de repúdio à decisão da diretoria da universidade. Graeber participa ativamente em movimentos sociais e políticos, protestanto contra o Fórum Econômico Mundial de 2002 e o movimento Occupy Wall Street. Ele é membro do Industrial Workers of the World e faz parte do comite da Organização Internacional para uma Sociedade Participativa (em inglês: International Organization for a Participatory Society).[2] [3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Graeber graduou-se pela Universidade Estadual de Nova York (State University of New York - SUNY) em 1984. Realizou extensos trabalhos antropológicos em Madagascar, escrevendo sua tese de doutoramento pela Universidade de Chicago (The Disastrous Ordeal of 1987: Memory and Violence in Rural Madagascar), à respeito da reprodução das divisões sociais entre descendentes de nobres e escravos.

Graeber tem livros publicados pela AK Press, uma editora de livros com temáticas libertárias.

Livros em inglês[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um anarquista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um antropólogo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.