David Lane

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

David Eden Lane (2 de novembro de 193828 de maio de 2007) foi um escritor, nacionalista e defensor da supremacia branca estadunidense. Morreu aos 68 anos, na prisão federal de Terre Haute, enquanto cumpria uma pena de 190 anos.

Vida & obra[editar | editar código-fonte]

Foi casado com Katja Lane (Katuscha Maddox), que defendia seus mesmos ideais, tendo ela sido, em conjunto com Ron McVan, a publicadora do livro "Temple of Wotan" (Templo de Wotan, em Português). Eden Lane criou um culto derivado do Odinismo, o Wotanismo. (Odin e Wotan são os mesmos deuses, porém na Escandinávia usa-se a denominação "Odin" e no restante da Europa usa-se o termo "Wotan"). Segundo ele, "WOTAN" também poderia ser uma sigla para "Will of the Aryan Nation" (em português "Desejo da Nação Ariana").

Críticas ao wotanismo[editar | editar código-fonte]

Seu modo de avaliar Wotan (o rei dos Deuses na mitologia nórdica) foi por vezes criticado por neopagãos ao redor do globo. David Lane via Wotan como o arquétipo da raça ariana, crendo que ele era apenas um símbolo cultural étnico e um modelo a ser seguido, já que era o Deus da Sabedoria e da Guerra, remontando à ideia de que todo ariano deveria possuir intelecto e físico superiores aos pertencentes às demais raças. Dessa forma, abandona a ideia de Wotan como "criatura divina" e torna-o apenas uma figura política e psicológica, atitude desaprovada pela maioria dos neopagãos.

The Order[editar | editar código-fonte]

Foi o fundador do "The Order" (em português, A Ordem), grupo auto-denominado nacionalista branco revolucionário e que perdurou de 1983 a 1984. O grupo ficou famoso pelo assassinato do radialista Alan Berg em 18 de Junho de 1984.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]