Dea matrona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Escultura em pedra da deusa Matrona

Na mitologia celta, Dea Matrona ("divina deusa mãe") era a deusa do rio Marne, na Gália.

Em muitas regiões ela era adorada como uma "deusa tripla" e conhecida como Deae Matres (ou Deae Matronae). Esta deusa tríplice é a encontrada por toda a Europa, mais como uma Matres ou Matronas, não só em regiões celtas; era similar às Moiras, Fúrias, Nornas, entre outras figuras similares.

Na língua gaulesa Mātr-on-ā é interpretado como "grande mãe". O nome da figura da mitologia galesa Modron, mãe de Mabon, deriva da mesma etimologia. Por analogia Dea Matrona pode ter sido mãe dos Maponos.

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Beck Jane (1970) "The White Lady of Great Britain and Ireland", in: Folklore 81:4.
  • Loomis, Roger (1945) "Morgain La Fee and the Celtic goddesses", in: Speculum. 20:2.
  • Meier, Bernhard (1998) Dictionary of Celtic Religion and Culture; Cyril Edwards, trans. Woodbridge: Boydell and Brewe
Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.