Death Hunt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Death Hunt
Perseguição mortal (BR)
 Estados Unidos
1981 • cor • 97 min 
Direção Peter R. Hunt
Roteiro Michael Grais
Mark Victor
Elenco Charles Bronson
Lee Marvin
Angie Dickinson
Género Ação
Policial
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

Death Hunt (br.: Perseguição mortal) é um filme de ação estadunidense de 1981, dirigido por Peter Hunt para a Twentieth Century-Fox. O roteiro ficcionaliza os fatos reais da perseguição empreendida pela Polícia Montada do Canadá ao criminoso Albert Johnson, apelidado de "caçador louco".

Elenco[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

No Canadá, no inóspito Território do Yukon em 1931, o solítário e taciturno caçador norte-americano Albert Johnson assiste a uma sanguinária luta de cães. Um dos animais, um cão branco pastor alemão, é severamente ferido e Johnson o compra por piedade, obrigando à força o proprietário, o sádico Hazel, a aceitar 200 dólares pelo negócio.

Ressentido, Hazel denuncia Johnson ao chefe da Polícia Montada no local, o Sargento Edgar Millen, afirmando que seu cão fora roubado. Millen sabe o que aconteceu e não dá ouvidos a Hazel. Então ele e seus capangas vão até a cabana isolada de Johnson, tentando acertar as contas com ele. No ataque, Johnson mata um dos capangas de Hazel. Ao saber do assassinato por Hazel que distorce os fatos, o Sargento Millen então resolve prender Johnson para descobrir o que acontecera na realidade. A Polícia Montada cerca a cabana de Johnson que não havia fugido e, ao contrário, se preparara para um duro e longo confronto.

Depois de um grande tiroteio, a cabana é explodida com dinamite mas Johnson escapa, dando início a uma grande perseguição pela gelada região do Yukon e que chegará até as proximidades do Alasca.

Comparação com a história verdadeira[editar | editar código-fonte]

A verdadeira cabana de Johnson, após ser explodida pela dinamite. O caçador continuou lutando em meio aos destroços

O filme se baseia na perseguição ao caçador Albert Johnson, mas alguns fatos foram alterados. O oficial Edgar Millen foi baleado e morto por Johnson durante a perseguição. Johnson foi morto após várias semanas com grande publicidade do fato. Ele havia atravessado as Montanhas Richardson e chegado ao Ártico no inverno, uma façanha que era considerada impossível de ser feita por um homem. Johnson foi cercado no congelado Rio Eagle e baleado e morto em 17 de fevereiro de 1932.

O piloto veterano da Primeira Guerra Mundial, Wop May, foi quem na verdade se envolveu na caçada à Johnson. Ao contrário do mostrado no filme, contudo, May - representado pelo "Capitão Tucker" - não se acidentou contra uma montanha e morreu após seu avião ser atingido por balas vindas dos homens em terra. May sobreviveu à caçada e viveu até 1952.

No filme é afirmado que Johnson era um veterano da Primeira Guerra Mundial, com o capitão Tucker trazendo o registro militar dele para Millen e os outros oficiais da Polícia Montada. Na verdade, não se soube nada de Albert Johnson antes dele chegar ao Forte McPherson, em 9 de julho de 1931.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]