Dedé e o Comando Maluco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dedé e o Comando Maluco
Informação geral
Formato Série
Género Comédia de situação
Duração 60 min
Criador(es) José Sampaio
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Wilton Franco
Waldemy Fernandes
Produtor(es) Beto Carrero
Elenco Dedé Santana
Martinho Beny
Marcelo Beny
Charles Gutemberg
Marcelino Leite
Tema de abertura "Comando Maluco"
Tema de
encerramento
Instrumental
Exibição
Emissora de
televisão original
SBT
Transmissão original 17 de abril de 2005 – 16 de fevereiro de 2008
N.º de temporadas 4
N.º de episódios Mais de 200
Cronologia
Programas relacionados A Praça é Nossa

Dedé e o Comando Maluco é um programa de televisão humorístico brasileiro exibido pelo SBT, que estreou em 17 de abril de 2005, sendo transmitido até 16 de fevereiro de 2008. Em parceria com a empresa de Beto Carrero, o programa foi estrelado pelo humorista Dedé Santana, onde seu personagem General Dedé e seus recrutas atrapalhados se envolviam nas mais diversas aventuras no parque Beto Carrero World. Os personagens vieram de um quadro chamado "Comando Maluco" do humorístico A Praça é Nossa.

O programa[editar | editar código-fonte]

Devido a boa audiência que o quadro "Comando Maluco", com a participação especial de Dedé Santana, no programa A Praça é Nossa, vinha conquistando no SBT, Silvio Santos resolveu apostar em um programa próprio da trupe de humorístas Comando Maluco. [1] [2]

O programa foi filmado nos estúdios de Beto Carreiro, no parque Beto Carrero World, em Santa Catarina, e na sede do SBT, na Anhangüera. [3]

No programa, Dedé comandava os agentes secretos Durão, Rapadura, Dudu, Batatinha e Bananinha. Atrapalhados, eles se envolviam nas mais inusitadas e divertidas situações para resolver as missões que eram encarregadas por Beto Carrero. No episódio de estreia da série, a missão deles foi de proteger a dançarina Scheila Carvalho durante visita ao Parque Beto Carrero. Santana definiu o programa como uma mistura de As Panteras com Os Três Patetas.[2]

Santana contou que, quando chegava num aeroporto, os pais das crianças diziam: - “Filho olha o Dedé dos Trapalhões”, e as crianças corrigiam: - “Não Pai é o Dedé do Comando Maluco”. [4]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Dedé e o Comando Maluco estreou com bons índices no primeiro final de semana, e era a mais nova aposta do SBT aos domingos. Exibido das 12 ás 13hs, o programa ficou com média de 8 e pico de 11 pontos no Ibope. [6] Em 24 de abril de 2005, Dedé venceu o então ex-parceiro Didi (Renato Aragão) na audiência. Com pico de 13 pontos, Dedé e o Comando Maluco superou A Turma do Didi, da Rede Globo, que teve média de 12 pontos. [7]

Referências

  1. Dedé Santana ganha programa no SBT. Folha Online (8 de março de 2005).
  2. a b Dedé Santana estréia programa no SBT. Terra (02 de abril de 2005).
  3. Dedé Santana comanda programa humorístico no SBT. Estadão (14 de março de 2005).
  4. Jian Franco Miranda. Nosso eterno Trapalhão agora é General. Alfa Sites.
  5. Andréia Takano (17 de novembro de 2005). Sérgio Mallandro participa de Dedé e o Comando Maluco. O Fuxico.
  6. Notícias: Dedé e o Comando Maluco estréia com boa audiência no SBT. Area Vip (19 de abril de 2005).
  7. Dedé vence Didi na guerra pela audiência. Terra (25 de abril de 2005).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]