Degeneração hidrópica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Degeneração hidrópica é o acúmulo de água no meio intracelular (hiperhidratação celular), consequência de desequilíbrios no controle do gradiente osmótico no nível da membrama citoplasmática e nos mecanismos de absorção, eliminação de água e eletrólitos intracelulares.

Patogenia[editar | editar código-fonte]

  • Desequilíbrio iônico ente sódio e potássio
  • Sódio fica retido intracelularmente, o que provoca a rápida entrada de água na célula e a retenção de potássio extracelularmente.
  • Queda da bomba de Sódio e Potássio, a célula se torna mais permeável, entra muita água da mitocôndria, aumentando seu tamanho e diminuindo o seu metabolismo e a produção de energia (ATP)

Aspecto macroscópico[editar | editar código-fonte]

  • Aumento de volume tecidual
  • Tonalidade pálida
  • Perda da elasticidade do tecido
  • Brilho característico

Aspecto microscópico[editar | editar código-fonte]

  • Células aumentadas de volume
  • Núcleo não é deslocado.
  • Citoplasma com estrutura em "rendilhado"
  • Contornos celulares bem evidentes e corados

Possíveis causadores da Degeneração hidrópica[editar | editar código-fonte]