Demétrio III Filopáter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Demétrio III Filopáter, chamado Eucerus, foi um dos últimos reis da dinastia selêucida. Ele era irmão do último rei selêucida,[Nota 1] Antíoco XII Dionísio.[1]

Família[editar | editar código-fonte]

Ele era o quarto filho de Antíoco Gripo; seus irmãos mais velhos foram Seleuco VI Epifânio Nicator, Antíoco XI Epifânio Filadelfo e Filipe I Filadelfo.[2]

Reino[editar | editar código-fonte]

Demétrio III Filopáter, que vivia em Cnido, foi colocado como rei de Damasco por Ptolemeu Latiro, enquanto seus irmãos e primos reinavam sobre outras partes da Síria.[2]

Invasão da Judeia[editar | editar código-fonte]

Obodas I, rei dos árabes, derrotou Alexandre Janeu, que se refugiou em Jerusalém, mas era odiado pelos judeus; quando Alexandre perguntou o que ele poderia fazer para agradá-los, eles disseram que ele poderia se matar.[3] Neste contexto, os judeus chamaram Demétrio Eucerus para ajudá-los.[3]

Luta contra Alexandre Janeu[editar | editar código-fonte]

Demétrio compareceu com seu exército, e recebeu ajuda de alguns judeus.[3] Alexandre Janeu tinha mil cavaleiros e oito mil mercenários de infantaria, e dez mil judeus.[4] As forças de Demétrio eram três mil cavaleiros e quatorze mil soldados de infantaria.[4] Tanto Demétrio tentou que os gregos de Alexandre desertassem, quanto Alexandre tentou que os judeus de Demétrio desertassem, mas como não houve deserções, os dois exércitos se enfrentaram em batalha, e Demétrio foi vitorioso, porém seis mil judeus, que serviam Demétrio, vendo que Alexandre fugiu para as montanhas, se juntaram a ele.[4] Demétrio, vendo que Alexandre agora era um adversário à altura, se retirou do país.[4]

Luta contra o próprio irmão Filipe[editar | editar código-fonte]

Demétrio III sitiou seu irmão Filipe I Filadelfo em Bereia, mas Strato, tirano de Bereia e aliado de Filipe chamou Zizon, chefe das tribos árabes, e Mitrídates Sinax, rei dos partas, que atacaram as forças de Demétrio e o capturaram.[5]

Morte[editar | editar código-fonte]

Demétrio III foi levado como prisioneiro por Mitrídates Sinax para a Pártia, sendo tratado com honra, e terminando seus dias morrendo de doença. [5]

Consequências[editar | editar código-fonte]

Seu irmão Antíoco XII Dionísio, também irmão de Filipe I Filadelfo, tomou Damasco, que foi em seguida retomada por Filipe.[6]

Notas e referências

Notas

  1. Flávio Josefo ignora Antíoco XIII Asiático.

Referências

  1. Flávio Josefo, A Guerra dos Judeus, Livro I, Capítulo 4, As ações de Alexandre Janeu, que reinou por vinte e sete anos, 7
  2. a b Flávio Josefo, Antiguidades Judaicas, Livro XIII, Capótulo 13, Como Alexandre, formando uma aliança de defesa mútua com Cleópatra, fez uma expedição contra a Celessíria, e conquistou a cidade de Gaza, e como ele matou 10.000 judeus que se rebelaram contra ele. Sobre Antíoco Gripo, Seleuco filho de Antíoco de Cízico, Antíoco Pio, e outros, 4 [em linha]
  3. a b c Flávio Josefo, A Guerra dos Judeus, Livro I, Capítulo 4, As ações de Alexandre Janeu, que reinou por vinte e sete anos, 4 [em linha]
  4. a b c d Flávio Josefo, A Guerra dos Judeus, Livro I, Capítulo 4, As ações de Alexandre Janeu, que reinou por vinte e sete anos, 5
  5. a b Flávio Josefo, Antiguidades Judaicas, Livro XIII, Capítulo 14, Como Demétrio Eucerus derrotou Alexandre mas em pouco tempo se retirou do país por medo, e como Alexandre matou vários dos judeus e assim terminou com seus problemas. Sobre a morte de Demétrio, 3
  6. Flávio Josefo, Antiguidades Judaicas, Livro XIII, Capítulo 15, Como Antíoco, chamado Dionísio, e depois dele Aretas, atacaram a Judeia, e como Alexandre tomou várias cidades e retornou a Jerusalém e, depois de três anos de doença, morreu, e o conselho que ele deu a Alexandra, 1

Árvore genealógica simplificada. As linhas pontilhadas indicam que a paternidade dos personagens é baseada em conjecturas, para mais detalhes, consulte os artigos:

Demétrio II Nicator
 
 
 
Cleópatra Téia
 
 
 
Ptolemeu VIII Evérgeta II
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Antíoco Gripo
 
 
 
 
 
 
Trifena
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Seleuco VI Epifânio Nicator
 
Antíoco XI Epifânio Filadelfo
 
Filipe I Filadelfo
 
Demétrio III Filopáter
 
Antíoco XII Dionísio