Demônio de Laplace

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Demônio de Laplace é um experimento mental concebido pelo físico Pierre Simon Laplace: de posse de todas as variáveis que determinam o estado do universo em um instante t, ele pode prever o seu estado no instante t' > t [1] .

“Podemos considerar o presente estado do universo como resultado de seu passado e a causa do seu futuro. Se um intelecto em certo momento tiver conhecimento de todas as forças que colocam a natureza em movimento, e a posição de todos os itens dos quais a natureza é composta, e se esse intelecto for grandioso o bastante para submeter tais dados à análise, ele incluiria numa única fórmula os movimentos dos maiores corpos do universo e também os do átomo mais diminutos; para tal intelecto nada seria incerto e o futuro, assim como o passado, estaria ao alcance de seus olhos.” – Pierre-Simon Laplace

Tal conceito é sustentado, conforme aponta o filósofo Jean-François Lyotard em seu clássico "A Condição pós-moderna", "pelo princípio de que os sistemas físicos, inclusive o sistema dos sistemas que é o universo, obedece a regularidades, que por conseguinte sua evolução delineia uma trajetória previsível e dá lugar a funções contínuas 'normais' (e à futurologia...)". Porém o demônio de Laplace não seria possível em nosso universo considerando que para armazenar toda a informação necessária para sua existência, esse intelecto deveria ser maior que o universo inteiro[2] , pois o tal deveria possuir conhecimento de todas as partículas presentes em todo o universo. Se fosse possível criarmos essa maquina, ela não só conseguiria descrever o futuro mas também o passado.

Quando Laplace expôs sua ideia, não foi aceito por muitos físicos da época, pois esse experimento acabava com a ideia do livre-arbítrio, onde as pessoas poderiam escolher qual caminho seguir, diferente da ideia do "Demônio de Laplace" onde esse intelecto ditaria com exatidão o futuro.

Veja Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Essai philosophique sur les probabilités, por Pierre-Simon Laplace:
    Une intelligence qui, à un instant donné, connaîtrait toutes les forces dont la nature est animée et la situation respective des êtres qui la compose embrasserait dans la même formule les mouvements des plus grands corps de l'univers et ceux du plus léger atome ; rien ne serait incertain pour elle, et l'avenir, comme le passé, serait présent à ses yeux
  2. Demônio de Laplace, O Ser Onisciente Seria Possível No Universo? Ciências e Tecnologia. Visitado em 31/08/2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.