Demografia do Benim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Demografia do Benin, Dados da FAO, ano 2005 ; Número de habitantes em milhares.

A maioria dos 6,59 milhões de pessoas do Benin vivem no Sul do país. A população é jovem, com uma esperança de vida de 50 anos.

Aproximadamente 42 grupos étnicos africanos vivem neste país; esses vários grupos instalaram-se no Benim em tempos diferentes e também migraram dentro do país. Grupos étnicos incluem:

O Francês é a língua oficial mas é falada mais nas áreas urbanas do que nas rurais. A taxa de alfabetização é 52,2% adultos do sexo masculino e 23,6% adultos do sexo feminino, e de crescimento lento. Migrações recentes trouxeram outros africano nacionais para Benin: nigerianos, togoleses, Malianos, etc. A comunidade externa também inclui muitos libaneses e índígenas envolvidos em trocas comerciais e de comércio. O pessoal das embaixadas europeias e muitas missões de ajuda estrangeira e de organizações não-governamentais e de diversos grupos missionários são responsáveis por um grande número de 5500 a população europeia.

Várias religiões são praticadas no Benin. Animismo é generalizada (50%), e suas práticas variam de um grupo étnico para o outro. Mercadores árabes introduziram Islão no norte do país e entre os Yoruba.

Missionários europeus trouxeram o Cristianismo para as zonas sul e central do Benin. Muçulmanos são responsáveis por 20% da população e cristãos por 30%. Muitos muçulmanos e cristãos nominais continuam a prática de tradições animistas. Acredita-se que Vodun teve origem no Benin e foi introduzido no Brasil e as ilhas das Caraíbas por escravos tomados desta área específica Costa dos escravos.


Ícone de esboço Este artigo sobre o Benim é um esboço relacionado ao Projeto África. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Bandeira do Benim Benim
Bandeira • Brasão • Hino • Cultura • Demografia • Economia • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens