Denemo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Denemo
{{{logotipo}}}
Screenshot-Denemo.png
Denemo 0.7.5 versão Linux
Desenvolvedor Jeremiah Benham, Nils Gey, Richard Shann,
Sistema operativo Linux, Windows, Mac OS X
Gênero(s) Editor de partitura Sequenciador musical
Licença GNU General Public License
Página oficial www.denemo.org

Denemo é uma interface gráfica livre para notação musical, principalmente para o LilyPond, um programa para gravação de partituras musicais[1] . O programa iniciou a ser desenvolvimento em 1999[2] . Usando GTK+ 2 ou 3, ele funciona no Linux, no Microsoft Windows e no Mac OS X.

O Denemo ajuda a preparar as notas para publicação e permite a um usuário entrar com as notas rapidamente, ao compor simultaneamente através do gravador musical do LilyPond. A Música pode ser digitada utilizando-se o teclado de um PC, extraída de uma entrada MIDI, ou tocada em um microfone conectado em uma placa de som. O programa reproduz através de um sampler interno e pode atuar como um cliente JACK/MIDI. O Denemo inclui scripts para executar testes musicais e praticar exercícios para propósitos educacionais.

Recursos[editar | editar código-fonte]

O Denemo pode produzir partituras inteiras (incluindo Sumário e Comentários Críticos gerados automaticamente dos comentários colocados na música), bem como excertos em um número de formatos, incluindo:

O programa permite ao usuário colocar links na música para as fontes manuscritas/impressões originais (em arquivos PDF), possibilitando o cruzamento de dados das transcrições. Também permite que gravações de áudio sejam conectadas à partitura notada com sincronização via inícios de notas automaticamente detectados. A partitura notada e o áudio são executados simultaneamente e podem ser retardados em tempo real para se ouvir as discrepâncias.

O Denemo possui todas as funções de notação musical acessíveis através de atalhos do teclado. No entanto, tudo pode ser acessado pelo mouse e os atalhos do mouse e do teclado podem ser definidos usando itens de menus que invocam funções. Manipulações WYSIWYG podem ser realizadas na visualização typeset. Por exemplo: remodelar legato interativamente. Uma interface de scripting Scheme também está disponível e os comandos escritos nessa linguagem podem ser colocados no menu do sistema.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Denemo», especificamente desta versão.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. GNU Denemo, a gtk+ frontend to GNU Lilypond - Summary GNU Savannah. Visitado em 19 de Janeiro de 2009.
  2. LilyPond Helper Applications: Development status Linux Journal (15 de Março de 2006). Visitado em 1 de Julho de 2009.