Denis Pankratov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Denis Pankratov
Swimming pictogram.svg Natação Swimming pictogram.svg
Nome completo Denis Pankratov
Estilo Natação (100 e 200m borboleta, 4x100m medley, 4x200m livres)
Nascimento 4 de Julho de 1974 (40 anos)
Volgogrado, Rússia
Nacionalidade  Rússia
Compleição Peso: 84 kg Altura: 1,88m
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Atlanta 1996 100 metros borboleta
Ouro Atlanta 1996 200 metros borboleta
Prata Atlanta 1996 4x100 metros medley
Campeonatos Mundiais
Ouro Roma 1994 200 metros borboleta
Prata Roma 1994 4x100 metros medley
Prata Roma 1994 4x200 metros livres
Bronze Roma 1994 100 metros borboleta
Campeonatos Mundiais – Piscina Curta
Prata Gotemburgo 1997 4x100 metros medley
Campeonato Europeu
Ouro Sheffield 1993 200 metros borboleta
Ouro Sheffield 1993 4x100 metros medley
Ouro Viena 1995 100 metros borboleta
Ouro Viena 1995 200 metros borboleta
Ouro Viena 1995 4x100 metros medley
Prata Sheffield 1993 100 metros borboleta

Denis Pankratov (Volgogrado, 4 de julho de 1974) é um nadador russo, ganhador de 2 ouros olímpicos e é o atleta que revolucionou a natação moderna, ao ser o primeiro a aplicar uma nova técnica hoje utilizada por todos os nadadores, o nado submerso.[1]

Com 16 anos, em 1990 e novamente em 1991, ganhou o Campeonato Europeu Júnior na borboleta. Em sua primeira aparição internacional de alto nível, ficou em 6º na final dos 200 m borboleta em Barcelona 1992. Em 1993, no Campeonato Europeu, em Sheffield, Pankratov ganhou sua primeira medalhas de ouro nos 200 m borboleta e 4x100 m medley e uma medalha de prata nos 100 m borboleta. Ele repetiu esse desempenho em 1995 no Campeonato Europeu, em Viena, desta vez obtendo todas as três medalhas ouro e quebrou o recorde mundial de Pablo Morales que já durava 9 anos de idade nos 100 m borboleta com um tempo de 52s32. O recorde durou mais de dois anos, até que foi quebrado por Michael Klim.

Em 1994 no Campeonato Mundial, em Roma, Pankratov nadou cabeça-a-cabeça com os melhores do mundo. Ele venceu os 200 m borboleta, 2º no 4x100 m medley e 3º nos 100 m borboleta. Pankratov estabeleceu-se como o maior do mundo e dois anos mais tarde, em Atlanta 1996, ele ganhou duas medalhas de ouro, uma em cada 100 m e 200 m borboleta e uma medalha de prata no 4x100 m medley com seus companheiros russos. O ouro dos 100 m borboleta foi outro recorde mundial de 52s27, quebrando seu próprio recorde do ano anterior. Excepcionalmente, ele venceu os 100 m borboleta nadando por mais de 25m debaixo d'água da primeira parte, e então mais 15m subaquáticos na direção oposta. Sua técnica submarina causou uma mudança de regras para restringir a 15m a natação subaquática (seres humanos nadam mais lento do que a velocidade que se ganha mergulhando e deslizando e usando as paredes da piscina).

Pankratov tentou repetir seu sucesso nas Olimpíadas de Sydney 2000 e terminou em 7º nos 200 m borboleta. Ele se aposentou em 2002.

Em piscina olímpica, foi recordista mundial dos 100 m borboleta entre 1995 e 1997, e dos 200 m borboleta entre 1995 e 2000. Na piscina semi-olímpica, foi recordistal mundial dos 50m borboleta entre 1996 e 2000, e dos 100m e 200m borboleta entre 1997 e 1998.

Ele foi nomeado como o Nadador Mundial do Ano pela revista Swimming World Magazine em 1995 e 1996.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) nadador(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.