Dennis Frederiksen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dennis Frederiksen
Informação geral
Nome completo Dennis Hardy Frederiksen
Também conhecido(a) como Fergie Frederiksen, David London
Nascimento 14 de maio de 1951
Origem Grand Rapids, Michigan
País  Estados Unidos
Data de morte 18 de janeiro de 2014 (62 anos)
Gênero(s) Hard rock, Pop rock, Rock progressivo, Pop
Período em atividade 1975–1987, 1995–2014
Outras ocupações Cantor
Gravadora(s) Frontiers
Afiliação(ões) MSFunk, Trillion, Angel, Le Roux, Toto, Frederiksen/Phillips
Página oficial [1]

Dennis Hardy Frederiksen (Grand Rapids, 15 de maio de 1951Mound, 18 de janeiro de 2014), conhecido por Fergie Frederiksen ou David London, foi um cantor estadunidense, ex-vocalista das bandas MSFunk, Trillion, Angel, Le Roux e Toto entre 1975 e 1987. Também fez parte da banda Survivor, como um dos vocalistas.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira aos 13 anos de idade, cantando em clubes e bares juntamente com um grupo musical de Grand Rapids. Em 1975, quando ainda estava na faculdade, foi convidado por seu amigo Tommy Shaw para substituí-lo nos vocais da banda MSFunk - Shaw decidira mudar-se para outra banda, o Styx[1] . Frederiksen permaneceu como vocalista do MSFunk até sua separação em 1976.

Frederiksen morava em Chicago quando decidiu criar outro grupo, o Trillion, juntamente com o tecladista Patrick Leonard[1] . O primeiro álbum saiu em 1978 e teve produção de Gary Lyons. A marca registrada das apresentações do Trillion foram os back-flips durante os shows. Porém, no mesmo ano, deixa os vocais e os passa para Thom Griffin.

Após deixar o grupo, dedica-se à produção musical, principalmente em trilhas sonoras de filmes. Com o pseudônimo David London, trabalha na Casablanca Records, com o objetivo de desvencilhar mais de sua imagem de roqueiro - interpretou duas músicas disco ("Samantha" e "Sound of the City"). Em 1981, adota seu apelido de infância, "Fergie", como novo nome artístico.

Ainda na Casablanca, conhece Greg Giuffria, ex-integrante da extinta banda Angel (uma das poucas que detinham o selo da gravadora), e ambos trabalham para lançar um novo disco. Ambos tornaram-se amigos (colaboraram em diversos trabalhos musicais), embora o álbum não tivesse saído do papel, e Giuffria concentrava-se na formação do grupo que levava seu sobrenome.

Quando Steve Walsh deixou o grupo de rock Kansas, Frederiksen foi um dos candidatos a sucedê-lo, mas John Elephant acabaria sendo agraciado. Ainda exerceu os vocais da banda Le Roux (substituiu o antigo vocalista Jeff Le Roux, que tornaria-se pastor) até formar um novo conjunto musical batizado de Abandon Shame, ao lado de Jonathan Cain (tecladista do Journey) e a esposa deste, Tane.

Ricky Phillips, que era amigo do baterista do Toto, Jeff Porcaro, forneceu uma fita de demonstração a "Fergie"[2] - o líder do grupo, Bobby Kimball, havia deixado os vocais - e este assumiu o lugar de Kimball. Em 1985, Frederiksen acabaria sendo expulso, apesar de considerar sua curta passagem como o melhor momento de sua carreira[2] [3] .

Fora do Toto, Frederiksen seguiria viajando usando o nome da banda, fato que irritou seus ex-companheiros (reconciliaram-se em 2007). Em 1987, abandona a carreira para dedicar-se à rede de restaurantes montada por seu pai. Voltaria aos palcos em 1995 ao lado de Ricky Phillips, gravando o álbum "Frederiksen/Phillips", com David Glen Eisley, do Giuffria, como backing-vocal. Ambos trabalharam também no disco "Equilibrium", de 1999, que teve participação de Neal Schon, Steve Porcaro, Jason Scheff e Dave Amato[4] , e que terminaria aclamado na Europa e no Japão.

Descoberta de câncer, últimos álbuns lançados e morte[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2010, "Fergie" anuncia que descobriu um câncer no fígado, impossível de ser operado[5] . Como o tratamento inviabilizava uma maior atuação nos estúdios, ele pensou em abandonar de vez a carreira[6] , mas persuadido por seu amigo Alex Ligertwood, decide seguir cantando. Durante as sessões, lançou mais dois álbuns ("Happiness is the Road", de 2011 e "Any Given Moment", de 2013). Outro disco, intitulado "The Secrets Of L.A", foi lançado neste último ano.

Dennis Frederiksen morreu em 18 de janeiro de 2014, aos 62 anos, em Mound, cidade do estado de Minnesota[7] .

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1978: Trillion: Trillion
  • 1980: Can't Stop the Music OST (em "Samantha" e "Sound of the City", canta com o pseudônimo de David London)
  • 1981: David London: David London
  • 1982: Survivor: Eye of the Tiger
  • 1983: Le Roux: So Fired Up
  • 1984: Abandon Shame: (canta em "Over Night Sensation")
  • 1984: Toto: Isolation
  • 1984: Toto: Dune OST*
  • 1986: Toto: Fahrenheit (canta em "Could This Be Love")
  • 1987: Karo: Heavy Birthday (canta em "Ball of Fire")*
  • 1995: Frederiksen/Phillips: Frederiksen/Phillips
  • 1997: Joseph Williams: 3 (canta em "Goin' Home")*
  • 1999: Fergie Frederiksen: Equilibrium
  • 2000: AOR Live: Feat. LeRoux
  • 2000: World Classic Rockers: World Classic Rockers Vol. 1
  • 2001: Radioactive: Ceremony of Innocence (artista de destaque)
  • 2002: Mecca: Mecca
  • 2003: Radioactive: Yeah (artista de destaque)
  • 2003: World Classic Rockers: World Classic Rockers Vol. 2
  • 2004: AOR: Nothing But the Best (artista de destaque)
  • 2005: Radioactive: Taken (artista de destaque)
  • 2005: Northern Light: Northern Light (artista de destaque)
  • 2007: Frederiksen/Denander: Baptism By Fire
  • 2009: Myland: No Man's Land (faixa bônus em japonês)*
  • 2009: AOR: Journey to L.A (artista de destaque)
  • 2010: AOR: L.A. Ambition (artista de destaque)
  • 2011: Fergie Frederiksen: Happiness is the Road
  • 2013: Fergie Frederiksen: Any Given Moment
  • 2013: AOR "The Secrets Of L.A" (artista de destaque)

Referências

  1. a b Fergie Frederiksen biography, Site oficial do La Roux - 2 de outubro de 2011
  2. a b (setembro de 2007). Fergie Frederiksen interview, Lords of Metal
  3. Romano, Allessio (2009). Fergie Frederiksen Interview
  4. Equilibrium overview, Allmusic. 13 de julho de 2013.
  5. antimusic.com Former Toto/Survivor Singer Diagnosed With Inoperable Cancer, 22 de junho de 2010
  6. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas Road_to_Hap
  7. Fergie Frederiksen falece aos 62 anos (em português) Metal Imperium (18 de janeiro de 2014). Página visitada em 18 de janeiro de 2014.
Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.