Denny Doherty

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Dennis Gerrard Stephen Doherty (Halifax, Canadá, 29 de Novembro de 1941[1]Mississauga, Canadá, 19 de Janeiro de 2007[1] ) foi um cantor e compositor canadense , fundador e vocalista da famosa banda dos anos de 1960 The Mamas & The Papas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Início de carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1960, aos dezenove anos, Doherty foi um dos fundadores do grupo de música folk, The Colonials, em Montreal, Quebec. Quando conseguiram um contrato com a Columbia Records, mudaram o nome para The Halifax Three. Conseguiram algum êxito com o tema "The Man Who Wouldn't Sing Along With Mitch", mas acabaram por desfazer o grupo em 1963, ironicamente num hotel chamado "The Colonial".

Em 1963 estabeleceu uma amizade com Cass Elliot, quando ela fazia parte da banda "The Big Three". Durante a tourneé da "The Halifax Three", conheceu John Phillips e a sua nova esposa, a modelo Michelle Phillips.

Alguns meses depois o grupo desmembrou-se e ele partiu para Nova York com o seu acompanhante, Zal Yanovsky. Elliot preocupou-se com eles e convenceu o seu empresário a ajudá-los. Juntaram-se assim aos "The Big Three", aumentando o número de elementos da banda para quatro. Em pouco tempo, depois de terem adicionado ainda mais elementos à banda, mudaram o nome para The Mugwumps.

Nesta época, a nova banda de John Phillips, "The New Journeymen", precisava de um substituto para o "tenor"Marshall Brickman. Brickman deixara o trio folk para prosseguir uma carreira de escritor na televisão e o grupo tinha que substituí-lo rapidamente para as restantes datas da tourneé. Doherty, que então estava desempregado, percebeu a oportunidade que se abria. Depois de "The New Journeymen" ter desaparecido como banda, no início de 1965, Elliot recebeu um convite para a formação de uma nova banda "The Magic Cyrcle". Seis meses depois, em Setembro de 1965 o grupo assinou um contrato com a Dunhill Records. Mudando o seu nome para The Mamas & the Papas, a banda rapidamente começou a gravação do seu álbum de estreia, If You Can Believe Your Eyes and Ears.

Relacionamento com Michelle Phillips[editar | editar código-fonte]

No final de 1965, Doherty e Michelle Phillips começaram um caso. Eles decidiram manter isto em segredo por muito tempo, enquanto a banda gozava de sucesso.

John e Michelle mudaram-se para a sua própria casa (eles partilhavam uma casa com Doherty), mas a banda continuou a gravar junta. Em Junho de 1966 a banda assinou contrato para fazer uma apresentação musical, ficando Michele fora da banda. Ela foi rapidamente substituída por Jill Gibson, namorada do produtor da banda Lou Adler. A passagem de Gibson pelo grupo durou dois meses e meio, e durante esse período Doherty bebia exagerademente, tentando esquecer Michelle.

Atendendo ao pedido de alguns fãs e principalmente por John, Michelle foi convidada a voltar à banda no final de Agosto de 1966, e Gibson recebeu o pagamento pelo seu esforço. De qualquer forma, à época do retorno de Michelle, a banda perdera o rumo e o interesse do público. Enquanto tentavam criar um novo álbum, Elliot deixou o grupo, conduzindo ao fim de "The Mamas & the Papas". A banda desmembrou-se finalmente no Verão de 1968.

Depois do fim[editar | editar código-fonte]

Elliot e Doherty mantiveram-se amigos. Doherty continuou a tentar manter a memória de Michelle fora da sua vida. No rescaldo do final da banda, Elliot teve um espectáculo a solo, de sucesso. Ela chegou a pedir que Doherty a desposasse, mas ele recusou. Doherty ficou destroçado ao saber do falecimento de Elliot em 1974, aos 32 de idade. Ele e os outros membros da banda compareceram ao funeral.

Em 1982, Doherty fez uma reconstituição de "the Mamas and the Papas", com John Phillips, a sua filha Mackenzie Phillips e Elaine Spanky McFarlane, apresentando velhos êxitos e novos temas escritos por John Phillips. Doherty produziu um espectáculo na Broadway, intitulado Dream a Little Dream que consistia na narração da história de "The Mamas & the Papas" segundo a sua perspectiva. Foi bem recebido e teve críticas favoráveis.

Denny Doherty faleceu aos 66 anos, em sua casa em Mississauga, Ontário de aneurisma abdominal. [1]

Doherty teve três filhos: uma filha, Jessica Woods, de um breve primeiro casamento, e outra filha, Emberly, e um filho, John, do seu casamento de vinte anos com a sua segunda esposa, Jeannette, que faleceu em 1998.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b allmusic ((( Denny Doherty > Biography))) (em inglês) allmusic. Página visitada em 8 de Março de 2011.
Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.