Derrick Sherwin Bailey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Derrick Sherwin Bailey (Alcester in Warwickshire, Inglaterra, 1910 – Wells in Somerset, Inglaterra, 1984) foi um teólogo do Cristianismo, um historiador inovador, e um membro ativo da Igreja da Inglaterra, igualmente conhecida como Igreja Anglicana.

Bailey foi o principal autor do livro Homosexuality and the Western Christian Tradition, uma obra de referência pioneira baseada em estudos feitos em conjunto com um pequeno grupo de clérigos anglicanos e de médicos, publicada em 1954, na qual aborda a homossexualidade na tradição cristã do mundo ocidental de forma inédita.

Com este trabalho, atualmente considerado fundamental na história do Movimento de Liberação Homossexual (ver Movimentos civis LGBT), o teólogo abriu o caminho para a produção do Wolfenden Report de 1957 e para a eventual descriminalização da homossexualidade na Inglaterra e País de Gales uma década depois pelo Parlamento do Reino Unido.

Resultados do trabalho de Bailey[editar | editar código-fonte]

As minuciosas pesquisas de Bailey nos livros que formam como um todo a Bíblia, nos escritos do perído chamado de intertestamentário (intertestamental period no inglês) que é um período de tempo geralmente estimado ser por volta de quatrocentos, indo desde Malaquias, uns quatrocentos anos antes de Cristo, sendo ele o último profeta do Velho Testamento, ao surgimento de João Batista no primeiro século da Era cristã, ou seja, o início do período tratado pelos livros que formam o Novo Testamento), e também as suas análises dos estatutos e legislações de diferentes imperadores cristãos europeus de diferentes épocas, e finalmente nos anais penitenciários da Europa, somado às suas conclusões finais derivadas destas metódicas, extensivas, e aprofundas inquisições intelectuais, tiveram um efeito concreto remarcável e durável notadamente em três esferas distintas:

1) Oferecendo novos subsídios à Igreja da Inglaterra na reavaliação de seu posicionamento teológico oficial em relação à homossexualidade.
2) Auxiliando indivíduos homossexuais a nível pessoal, notadamente membros da Igreja Anglicana, mas também de outras denominações e tradições cristãs.
3) Causando mudanças históricas na legislação da Inglaterra e País de Gales.[1]

Repercussões acadêmicas subsequentes[editar | editar código-fonte]

Eventualmente o trabalho de Bailey foi superado por estudos mais aprofundados em sua área de pesquisa. No entanto, os primeiros grandes trabalhos históricos sobre a história da homossexualidade no mundo ocidental tiveram como base o resultado de suas pesquisas e suas conclusões intelectuais.

Entre os estudiosos que contribuiram grandemente para o aumento do saber na esfera dos Direitos Humanos e Direitos Civis de pessoas pertencentes à minoria social LGBTs estão as obras de John Boswell, Mark D. Jordan, e William Countryman.

Críticas a Bailey[editar | editar código-fonte]

O trabalho de Bailey recebeu críticas por ter, efetivamente, exonerado a Igreja Cristã enquanto instituição pela perseguição milenar de homossexuais em seu meio.

Seu posicionamento perpetuando a idéia largamente disseminada de que o lesbianismo não sofreu perseguição no decorrer da história do cristianismo no Ocidente foi desafiado e robustamente desqualificado como um grave equívoco pela Dra. Louis Crompton, professora e pesquisadora de história da Universidade de Nebraska-Lincoln, em The Myth of Lesbian Impunity - Capital Laws from 1270 to 1791, publicado em 1981.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  1. Carey, Jonathan Sinclair "D.S. Bailey and 'the Name Forbidden among Christians.'", Anglican Theological Review
  2. Crompton, Louis The Myth of Lesbian Impunity - Capital Laws from 1270 to 1791, Journal of Homosexuality Vol. 6(1/2), Fall/Winter 1980/81. 1981 by The Hawworth Press.
  • Studies in Homosexuality, Vol XII: Homosexuality and Religion and Philosophy. Ed. Wayne Dynes & Stephen Donaldson. New York & London: Garland, 1992. pp. 152–173.
  • Bailey, Derrick Sherwin. Encyclopedia of Homosexuality. Dynes, Wayne R. (ed.), Garland Publishing, 1990. pp. 103–4

Ligações externas[editar | editar código-fonte]