Designador rígido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.

Em metafísica, lógica e semântica um designador rígido é um termo que se refere à mesma coisa em todos os mundos possíveis. Algumas vezes distingue-se dois sentidos de rigidez: i) rigidez kripkeana, segundo a qual um termo é rígido se designa à mesma coisa em todos os mundos em que tal coisa exista, e ii) rigidez kaplanesca, segundo a qual um termo é rígido se designa a mesma coisa em todos os mundos, exista ou não a coisa naquele mundo. Obviamente, essas duas noções estão associadas, respectivamente, à Saul Kripke e à David Kaplan -- ambos figuras centrais para se compreender o que veio a se chamar teoria da referência direta (a despeito das reiteradas ocasiões em que Kripke nega estar propondo alguma teoria). Kaplan mesmo, em "Afterthougts" (1989) (em Almog, J., Perry,J. and Wettstein, H. (eds.) Themes from Kaplan, New York, Oxford: Oxford University Press, 1989) chama a atenção para essas duas noções de rigidez. Como ele diz ali, levado pela noção de um objeto como um constituinte proposicional (cf. proposições russellianas), chega-se a noção de designação rígida:

'De fato, chegamos à forma de designação rígida característica da referência direta, em que é irrelevante se o indivíduo existe no mundo em que a proposição é avaliada. Em Demonstratives considerei essa a forma fundamental de designação rígida. Estava tão certo de que essa era a forma fundamental de designação rígida, que defendi...que deveria ser o que Kripke pretendia, a despeito de indicações contrárias em seus escritos. Não era. Em uma carta...Kripke afirma que a noção de designação rígida que ele pretendia é a que "um designador d de um objeto x é rígido, se designa x com respeito a todos mundos possíveis em que x existe, e nunca designa um objeto outro que x com respeito a qualquer mundo possível".' (p.569)

(Para uma discussão dessas duas noções, cf. Steinman, Robert. "Kripke Rigidity versus Kaplan Rigidity", Mind,1985, XCIV: 431-442.)

Nomes são designadores rígidos. Descrições definidas normalmente não (p.ex., a descrição "o número primo par" é rígida, pois designa a mesma entidade em todos os mundos possíveis.). Um nome designa a mesma coisa em todas as situações. Por exemplo, o nome 'Aristóteles' designa a mesma pessoa na nossa situação, na qual ele foi um filósofo, e também em situações contrafatuais, nas quais ele não foi um filósofo.

Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.