Devil May Cry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Devil May Cry
DMC-logo.png
Desenvolvedora(s) Capcom, Ninja Theory
Distribuidora(s) Capcom, Ubisoft
Criador(es) Hideki Kamiya
Plataformas iOS, Microsoft Windows, PlayStation 2, PlayStation 3 e Xbox 360
A partir de 17 de março de 2015: PlayStation 4 e Xbox One
Gênero(s) Hack and slash, Ação
Primeiro título Devil May Cry
17 de Outubro de 2001, Capcom
Último título DmC: Devil May Cry
15 de janeiro de 2013, Ninja Theory
Portal Portal de jogos eletrônicos

Devil May Cry (デビル メイ クライ, , Debiru Mei Kurai?) é uma série japonesa de jogos eletrônicos de Hack and slash, criada originalmente por Hideki Kamiya e distribuída pela Capcom. Originalmente, Devil May Cry seria uma sequência da série Resident Evil, também da Capcom, mas como o jogo fugia muito da ideia original, o projeto foi reaproveitado na nova série. O título, criado originalmente em inglês, significa Diabo Deve Chorar ou Diabo Talvez Chore.

A série gira em torno de Dante, o personagem principal, que trabalha com o extermínio de demônios[nota 1] . Dante é o filho de Sparda, um demônio, com uma humana, Eva, e sua ascendência demoníaca lhe confere alguns poderes e habilidades extraordinários. Tem um irmão gêmeo chamado Vergil que aparece no primeiro jogo da série, Devil May Cry, como um personagem não jogável e no terceiro jogo, Devil May Cry 3, como personagem jogável. A jogabilidade se baseia em derrotar inimigos desencadeando grandes sequências de ataques de forma frenética, enquanto evita possíveis danos, a fim de exibir cenas de lutas estilosas; este elemento, juntamente com o tempo e quantidade de itens coletados e utilizados são levados em consideração para se chegar a classificação do desempenho do jogador.

A série sempre foi muito elogiada por trazer sempre ótimas trilhas sonoras, enredo e por ser um dos jogos com melhor e mais inovadora jogabilidade de todos os tempos (por muitos é considerado o carro chefe do gênero Hack n' Slash). As três primeiras edições da série foram um sucesso, vendendo milhões de cópias, o que rendeu à Capcom o prêmio de "Título de Platina". O sucesso da série de jogos levou à criação de histórias em quadrinhos, novelas, uma anime, guias, coleções, publicações e uma variedade de figuras de ação.

Durante a edição de 2010 da Tokyo Game Show a Capcom revelou um novo jogo chamado DmC: Devil May Cry. O novo jogo, que não foi um reboot da série, foi desenvolvido pela Ninja Theory, sendo um universo paralelo da série Devil May Cry, focado num Dante mais jovem e rebelde.

Jogos[editar | editar código-fonte]

Série Devil May Cry
(Cronologia Fictícia)

Série original:
Devil May Cry 3
Devil May Cry
Devil May Cry 4
Devil May Cry 2


Reinicio:
DmC

Titulo Ano Plataformas
Devil May Cry 2001 PlayStation 2
Devil May Cry 2 2003 PlayStation 2
Devil May Cry 3: Dante's Awakening 2005 PlayStation 2, Microsoft Windows
Devil May Cry 4 2008 PlayStation 3, Xbox 360, Microsoft Windows, iOS
Devil May Cry: HD Collection 2012 PlayStation 3, Xbox 360
DmC: Devil May Cry 2013 PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360, Xbox One, Microsoft Windows


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. A palavra "Demônio" na cultura japonesa não significa necessariamente um anjo que se rebelou contra Deus e que passou a lutar pela perdição da humanidade.[1] O termo pode ter outra conotação, como a de um espírito que se relaciona com as pessoas de alguma maneira, ou referir-se a um gênio que inspira os indivíduos tanto para o bem quanto para o mal.[2] [3] A série emprega o termo num sentido semelhante a esses.

Referências

  1. Livro de Enoque, Capítulo LXIX [em linha]
  2. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.534
  3. Bóreas se enche de raiva demoníaca para violentar Orítia, filha do rei Erecteu de Atenas e casada com Tereu rei da Trácia; Ovídio, Metamorfoses, Livro VI, 675-701