Dezesseis de Novembro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Dezesseis de Novembro
"Capital brasileira da alfafa"
Bandeira de Dezesseis de Novembro
Brasão de Dezesseis de Novembro
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 11 de abril de 1988
Fundação 4 de novembro de 1988 (26 anos)
Gentílico dezesseis-novembrense
Prefeito(a) Ademir Jose Andrioli Gonzatto (PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Dezesseis de Novembro
Localização de Dezesseis de Novembro no Rio Grande do Sul
Dezesseis de Novembro está localizado em: Brasil
Dezesseis de Novembro
Localização de Dezesseis de Novembro no Brasil
28° 12' 46" S 55° 04' 04" O28° 12' 46" S 55° 04' 04" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Noroeste Rio-grandense IBGE/2008 [1]
Microrregião Santo Ângelo IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Roque Gonzales, São Luiz Gonzaga, São Nicolau e Pirapó
Distância até a capital 535 km
Características geográficas
Área 216,848 km² [2]
População 2 823 hab. IBGE/2014[3]
Densidade 13,02 hab./km²
Altitude 178 m
Clima subtropical úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,724 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 27 709,282 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 9 317,18 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura http://www.dezesseisdenovembro.rs.gov.br

Dezesseis de Novembro é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1936 a família de Luiz Hengen veio para a região onde hoje se localiza o município de Dezesseis de Novembro, iniciando seu primeiro núcleo populacional. A família Hengen era originária de Tupanciretã.

Com o passar dos anos chegaram novos moradores. Em 1942 instalaram-se as famílias de João Paulo Ricachewski e de Severino Monge, ambas originárias de Guarani das Missões. Nesta época também residiam no local Hugo Hoff e Daniel Schneider.

Em 1945 instalou-se na região a família Belhing, de São Pedro do Sul, e também chegaram as famílias Sauressig e Preuss, vinda de Doutor Maurício Cardoso. Seguiram depois as famílias Tambará, Schingel, Oliveira e Brondani.

A primeira casa de comércio foi de Paulo Knoll, e quem abriu a primeira rua da nova cidade foi João Paulo Ricachewski.

Em 1959 foi criado o distrito de Dezesseis de Novembro, pertencente então ao município de São Luiz Gonzaga.

Emancipação[editar | editar código-fonte]

Com o passar dos anos a comunidade de Dezesseis de Novembro foi sentindo a necessidade de tornar seu distrito em um município independente politica e administrativamente.

Os trabalhos para a concretização deste ideal iniciaram-se em 20 de dezembro de 1987, quando Dezesseis de Novembro realizou a consulta plebiscitária, quando o SIM venceu por maioria dos votos.

Em 11 de abril de 1988, pela Lei Estadual nº 8.555, foi criado oficialmente o município de Dezesseis de Novembro.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

A origem do nome do município tem duas versões.

Umas delas é que no dia 16 de novembro de 1942 o Sr. João Paulo Ricachewski derrubou a primeira árvore na sede do município. Como o fato ocorreu na data referida, estabeleceu-se o nome Dezesseis de Novembro. A segunda versão consta que algumas famílias residentes na localidade se reuniram em um ponto da mata, onde desmataram uma parte do local para celebrar uma festa pela ocasião. Como era o dia 16 de novembro, os desbravadores Hugo Hoff e Daniel Schneider decidiram denominar o local como Dezesseis de Novembro.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Pertence à Mesorregião do Noroeste Rio-Grandense e à Microrregião de Santo Ângelo.

O município de Dezesseis de Novembro é subdividido em 14 comunidades:

  • Bacião
  • Bom Retiro
  • Esquina Biotônica
  • João de Castilhos
  • Laranjal
  • Nova Florída
  • Rincão dos Araújos
  • Rincão dos Hoffmann
  • Rincão dos Ledur
  • Rincão São João
  • Santa Terezinha
  • São Sebastião
  • Serra São Jerônimo
  • Tabuleiro

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município é cortado por dezenas de arroios e riachos. Porém, nem todos são identificados.
Os principais rios são:

  • Rio Ijuí, o maior do município;
  • Arroio das Pedras;
  • Arroio Limoeiro;
  • Arroio Saltinho.


Usina Hidrelétrica Passo São João

Em novembro de 2007, A Eletrosul Centrais Elétricas iniciou as obras de implantação da Usina Hidrelétrica Passo São João, no leito do Rio Ijuí.

Usina Hidrelétrica Passo São João

As obras para a construção da UHE Passo São João duraram 5 anos, gerando 1.100 empregos diretos e 1.600 empregos indiretos. Em 12 de agosto de 2011, ocorre o fechamento das comportas da barragem. Em 24 de março de 2012, inicia-se a geração de energia.

A UHE Passo São João está localizada entre os municípios de Dezesseis de Novembro e Roque Gonzales, possui a potência de 77 MW, 2 unidades geradoras e tem a capacidade de beneficiar 582.000 habitantes e abastecer 182.456 residências. A barragem possui 21 metros de altura, o reservatório formado no Rio Ijuí possui 20 Km², abrangendo áreas de 5 municípios do Estado do Rio Grande do Sul, são eles:Dezesseis de Novembro, Roque Gonzales, São Luiz Gonzaga, São Pedro do Butiá e Rolador.

Salto do Pirapó[editar | editar código-fonte]

O Salto do Pirapó ou `` Salto do peixe´´ em tupi-guarani, é uma sequência de varias quedas de água localizada no Rio Ijuí. Está situado na divisa dos municípios de Dezesseis de Novembro com Roque Gonzales. O Salto do Pirapó é uma das maiores quedas de água da região noroeste do Rio Grande do Sul.


Estas quedas de água foram descobertas por indígenas que habitavam essa região há muitos anos atrás e faziam a travessia no Rio Ijuí. Ao perceberem a belíssima paisagem dos peixes saltando em direção a queda de água em busca de reprodução, os indígenas batizaram o local de ``Salto do peixe´´.

Salto do Pirapó

O Salto do Pirapó é hoje o principal ponto turístico de Dezesseis de Novembro, onde muitas pessoas realizam acampamentos nas margens do local.

Vias de acesso[editar | editar código-fonte]

O acesso ao município de Dezesseis de Novembro é realizado via asfáltica pela VRS-332, que liga o município a RS-168 e a RS-561.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Estimativa populacional 2014 IBGE Estimativa populacional 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2014). Visitado em 29 de agosto de 2014.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.