Dióxido de molibdénio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dióxido de molibdénio
Alerta sobre risco à saúde
Kristallstruktur Titandioxid.png
Nome IUPAC Óxido de molibdénio (IV)
Outros nomes Dióxido de molibdénio
Tugarinovite
Identificadores
Número CAS 18868-43-4
Propriedades
Fórmula molecular MoO2
Massa molar 127.94 g/mol
Aparência sólido castanho-violeta
Densidade 6.47 g/cm3
Ponto de fusão

1100 °C decomp.

Solubilidade em água insolúvel
Solubilidade insolúveis em álcalis, HCl, HF
pouco solúvel em HSO4 quente
Estrutura
Estrutura cristalina Rutilo distorcido (tetragonal)
Geometria de
coordenação
Octahedral (MoIV); trigonal (O–II)
Riscos associados
Índice UE Não listado
Ponto de fulgor Não inflamável
Compostos relacionados
Outros aniões/ânions Dissulfeto de molibdénio
Outros catiões/cátions Dióxido de crómio
Dióxido de tungsténio
Óxidos de molibdénio relacionados "Molibdénio azul"
Trióxido de molibdénio
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Dióxido de molibdénio é um composto químico com a fórmula MoO2. É um sólido de cor violeta e um condutor metálico. Cristaliza-se numa célula monoclínica, e tem uma estrutura cristalina como o rutilo (TiO2) distorcido. No TiO2, os ânions do óxido estão empacotados compactamente e os átomos de titânio ocupam metade dos interstícios (buracos) octaédricos. No MoO2, os octaedros são distorcidos, os átomos de Mo estão fora do centro, levando à alternância de distancias, Mo - Mo, longas e curtas. A distância curta, Mo - Mo, é de 251 pm, ao qual é menor do que a distância no metal, Mo - Mo, de 272,5 pm. O comprimento de ligação é menor do que seria esperado para uma única ligação. A ligação é complexa e envolve uma deslocalização de alguns dos elétrons de Mo em condutância ao número de ligações para a condutividade metálica.[1]

MoO2 pode ser preparado:

2 MoO3 + Mo → 3 MoO2
  • reduzindo MoO3 com H2 ou NH3 abaixo dos 470°C[2]

Monocristais são obtidos por transporte químico ao usar iodo (como agente). O Iodo reversívelmente converte MoO2 num composto volátil, MoO2I2.[3]

Óxido de molibdénio é um constituinte da "técnica do óxido de molibdénio" produzido durante o processamento industrial de MoS2:[4]

2 MoS2 + 7O2 → 2MoO3 + 4SO2
MoS2 + 6MoO3 → 7MoO2 + 2SO2
2 MoO2 + O2 → 2MoO3

O MoO2 tem sido relatado como o catalisador na desidrogenação de álcoois,[5] e na reforma (reformulação) de hidrocarbonetos.[6] Foram produzidos nano-fios de molibdénio através da redução MoO2 depositados em grafite.[7]

A forma mineralógica deste composto é chamada de tugarinovite, mas é um composto raro de ser encontrado.

Referências

  1. Oxides: Solid state chemistry McCarroll W.H. Encyclopedia of Inorganic Chemistry Ed R. Bruce King, (1994), John Wiley & sons ISBN 0-471-93620-0
  2. Cotton, F. Albert; Wilkinson, Geoffrey; Murillo, Carlos A.; Bochmann, Manfred (1999), Advanced Inorganic Chemistry (6th ed.), New York: Wiley-Interscience, ISBN 0-471-19957-5
  3. Conroy, L. E.; Ben-Dor, L. "Molybdenum(IV) Oxide and Tungsten(IV) Oxides Single-Crystals" Inorganic Syntheses 1995, volume 30, pp. 105–107. ISBN 0-471-30508-1
  4. Metallurgical furnaces Jorg Grzella, Peter Sturm, Joachim Kruger, Markus A. Reuter, Carina Kogler, Thomas Probst, Ullmans Encyclopedia of Industrial Chemistry
  5. A. A. Balandin and I. D. Rozhdestvenskaya, Russian Chemical Bulletin, 8, 11, (1959), 1573 doi:10.1007/BF00914749
  6. Molybdenum based catalysts. I. MoO2 as the active species in the reforming of hydrocarbons A. Katrib, P. Leflaive, L. Hilaire and G. Maire Catalysis Letters, 38, 1–2, (1996) doi:10.1007/BF00806906
  7. Synthesis of Molybdenum Nanowires with Millimeter-Scale Lengths Using Electrochemical Step Edge Decoration M. P. Zach, K. Inazu, K. H. Ng, J. C. Hemminger, and R. M. Penner Chem. Mater. (2002),14, 3206 doi:10.1021/cm020249a
Ícone de esboço Este artigo sobre um composto inorgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.