Diana Damrau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Novembro de 2009).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Diana Damrau
Informação geral
Nome completo Diana Damrau
Nascimento 31 de maio de 1971
Origem Günzburg an der Donau
País  Alemanha
Data de morte viva
Gênero(s) Ópera
Instrumento(s) voz
Período em atividade 2002 -
Gravadora(s) Virgin/EMI
Página oficial http://www.diana-damrau.com

Diana Damrau (nasceu em 31 de maio de 1971 em Günzburg an der Donau, Alemanha) é uma cantora lírica, soprano lírica, coloratura.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida em Günzburg an der Donau, Alemanha, Diana Damrau estudou na Escola Superior de Música de Würzburg Carmen Hanganu e em Salzburgo com Hanna Ludwig.

Seus primeiros compromissos na Würzburg Stadtheater, a Mannheim Nationaltheater e Oper de Frankfurt. Em 2002 deu-se o início da sua carreira enquanto cantora independente de cariz internacional tendo sido convidada para cantar incialmente, nas óperas de Munique, Berlim, Dresden e Hamburgo. Ela estava prestes a aparecer, em Viena, Bruxelas, Washington, Covent Garden e no Festival de Salzburgo. Cantou sob a direcção de maestros de renome, tais como Ivor Bolton, Pierre Boulez, Sir Colin Davis, Christoph von Dohnanyi, Adam Fischer, Nikolaus Harnoncourt, Jesú López Cobos, Lorin Maazel, Zubin Mehta, Riccardo Muti, Peter Schneider e Marcello Viotti em tanto no palco da ópera e concerto do pódio.

Diana Damrau abrange extenso repertório do italiano e francês (Gilda / "Rigoletto", Rosina / "Il Barbiere di Siviglia", Leila / "Les pêcheurs de perles"), para os papéis lírico completa do repertório alemão, bem como obras contemporâneas Cerha's Der Riese vom Steinfeld" no Ópera Estatal de Viena, Maazel "1984" no Covent Garden). Em dezembro de 2004, ela cantou o papel-título de "Salieri riconosciuta l'Europa" no grande re-abertura do La Scala sob a direcção de Riccardo Muti, onde retornou em outubro de 2007 para cantar um recital de Salieri, Verdi e Strauss músicas .

É uma intérprete muito requisitada para cantar obras de Mozart e Strauss, ela pode ser ouvida como Konstanze (Frankfurt, Munique, Viena, o Met Nova Iorque 2008), Rainha da Noite (Munique, Covent Garden, Festival de Salzburgo, o Met Nova York ), Susanna (La Scala, de Viena, Festival de Salzburgo, Munique) Zdenka (Munique), Sophie (Dresden, Munique, Viena), Zerbinetta (Dresden, Viena, o Covent Garden, o Metropolitan de Nova York) e Aithra / "Die ägyptische Helena" (o Met Nova York). Sendo em grande demanda como um cantor de Lied, Diana é um convidado regular, tanto da festa Kissinger Sommer e Schubertiade, Schwarzenberg. Ela também apareceu nesta capacidade no Carnegie Hall, e ambos os Festivais de Salzburgo e Munique.

Diana Damrau fez sua estréia na Ópera Festival de Salzburgo em 2002, como Rainha da Noite, retornando em épocas posteriores a cantar tanto Blonde and Konstanze em "Die Entführung aus dem Serail". Ela destacados nas celebrações de Salzburgo, Mozart de 2006, como Rainha da Noite na nova produção da Audi Pierre "Die Zauberflöte" e retornou em 2007 para cantar o papel de Susanna em "Le Nozze di Figaro", que ela também tem realizado no Estado Viena Opera, Bavarian State Opera - Munique, e La Scala - Milão. Diana também apareceu em duas novas produções no Metropolitan Opera, Nova York, na temporada 2006/2007, ou seja, de Strauss "Die ägyptische Helena" como Aithra e Rossini "Il Barbiere di Siviglia", como Rosina. Em novembro de 2007, Diana leva ao palco reuniu-se novamente em "Die Zauberflöte", onde irá realizar dois Pamina sua primeira final e sua Rainha da Noite.

Gravações[editar | editar código-fonte]

Depois de já ter gravado as seleções do seu repertório Lied tanto com o Orfeo e rótulos Telos, Diana assinou um contrato de exclusividade com a Virgin / EMI. Seu primeiro lançamento nessa gravadora foi uma seleção de Mozart, Salieri e árias Righini Arie di Bravura que foi lançado em novembro de 2007.

Cd solo

  • Salzburg Ricital (2005)
  • Lieder (2006)
  • Arie di Bravura (2007)
  • Mozart: Donna (2008)
  • Coloraturas-Opera Arias (2009)

Óperas completas

  • Zaide (2006)
  • Der Riese vom Steinfeld

Óperas completas em vídeo

  • Die Zauberflöte (BBC)(2003)
  • Die Entführung aus dem Serail
  • Ascanio in Alba (2007)
  • Die Zauberflöte (DECCA)(2007)
  • 1984 ópera de Lorin Maazel

Concertos

regência de Pierre Boulez/ com Petra Lang e Staatskapelle Berlin

Participações

Ligações externas[editar | editar código-fonte]