Dinastia Jin (265-420)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde outubro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.
History of China.gif
História da China
ANTIGA
Dinastia Zhou 1122/1027 AEC–221 AEC
Dinastia Chin 221 AEC–206 AEC
Dinastia Han Ocidental 206 AEC–220 EC
Dinastia Xin
Dinastia Han Oriental
Três Reinos 220–280
  Wei, Shu & Wu
Dezesseis Reinos
304–439
Dinastia Sui 581–618
Dinastia Tang 618–907
5 Dinastias e
10 Reinos

907–960
Dinastia Liao
907–1125
Dinastia Song
960–1279
  Song do Norte Xia
  Song do Sul Jin
Dinastia Yuan 1271–1368
Dinastia Ming 1368–1644
Dinastia Qing 1644–1911
MODERNA
República da China 1912–1949
República Popular
da China

1949–presente
Republica
da China (Taiwan)

1945–presente


Territorio da Dinastia Jin Ocidental (em amarelo).

A Dinastia Jin (晋朝, em chinês simplificado; jìn cháo, em pinyin; 265-420), uma das chamadas Seis Dinastias, seguiu-se ao Período dos Três Reinos e antecedeu as Dinastias do Sul e do Norte na China. A dinastia foi fundada pela família Sima (司馬, pinyin: Sīmǎ). lembre-se de que existiram dois períodos históricos diferentes em que dinastias usaram o termo Jin. Em seu a ápice a dinastia Jin teve uma população de aproximadamente 20 milhões de pessoas.

História[editar | editar código-fonte]

Existiram neste período, duas dinastias Jin, a Dinastia Jìn Ocidental(西晉, 265-316), que foi fundada pelo Imperador Wu de Jin, mais conhecido como Sima Yan. Embora tenha fornecido um breve período de unidade após ter conquistado o estado de Wu oriental em 280, Jìn não podia conter a invasão e a insurreição de povos nómades após a guerra devastadora dos oito príncipes. A capital da dinastia Jin Ocidental era Luoyang até 311, quando o imperador Huai foi capturado pelas forças de Han Zhao. A capital foi transferida para Chang'an, por quatro anos até sua conquista por Han Zhao em 316.

Então a corte de Jìn fugiu para o norte e o sul e restabeleceram a corte de Jìn em Jiankang, a sudeste de Luoyang e de Chang'an e a Nanjing, sob o príncipe de Longya. As famílias locais proeminentes de Zhu, de Gan, de Lu, de Gu e de Zhou suportaram a proclamação do príncipe de Langye como o imperador Yuan da Dinastia Jin Oriental (東晉 317-420) quando a notícia da queda de Chang'an alcangou o sul. (Porque os imperadores da dinastia Jìn oriental vieram de Langye, os estados rivais de Wu a Hu que não reconheceram sua legalidade.

As autoridades militaristas e as crises flagelaram a corte oriental de Jìn ao longo de seus 104 anos de existência. Sobreviveu às rebeliões do Dun de Wang e a Su Jun. Em 420 o último imperador da dinastia Jin oriental abdicaria do trono devido à disputas, dando-o à Liu Yu.

Soberanos da Dinastia Jin (265-420)[editar | editar código-fonte]

Nome Póstumo
Shi Hao
諡號
shìhào
Nomes de família e
Nomes dados
Anos do
Reinado
Nome de Era Nian Hao年號
niánhào
e duração
Convencional: "Jin" + nome ou nome póstumo
Dinastia Jin Ocidental 265316
Jin Wudi Sima Yan 265290
  • Taishi 265–274
  • Xianning 275–280
  • Taikang 280–289
  • Taixi 28 de janeiro de 290 – 17 de maio de 290
Hui Di Sima Zhong 290307
none Sima Lun 301
Huai Di Sima Chi 307311
Min Di Sima Ye 313316
Dinastia Jin Oriental 317420
Yuandi Sima Rui 317323
Ming Di Sima Shao 323325
Cheng Di Sima Yan 325342
Kang Di Sima Yue 342344
Mu Di Sima Dan 344361
Ai Di Sima Pi 361365
Fei Di Sima Yi 365372 *Taihe 365372
Jianwen Di Sima Yu 372
Xiaowu Di Sima Yao 372396
An Di Sima Dezong 396419
Gong Di Sima Dewen 419420
Ícone de esboço Este artigo sobre História da China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.