Dinastia Ducas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Dinastia ducas)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde janeiro de 2013).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

A dinastia Ducas governou o Império Bizantino de 1059 até 1078. Veio precedida de um primeiro imperador Comneno, Isaac I, quem renunciou ao trono em favor de quem fora o seu ministro de Fazenda, Constantino X Ducas (em grego, Δούκας), uma família bizantina que considerava descendente de um primo do imperador Constantino. O fato mais significativo deste período foi a Batalha de Manziquerta (26 de agosto de 1071), terrível derrota das tropas bizantinas frente aos Turcos seljúcidas, da qual o império não se pôde recuperar, e que representou o começo da queda do Império Bizantino ao abrir as portas da Anatólia ao empurre turco e a repovoação de numerosas zonas da Ásia Menor. Aos imperadores desta dinastia seguiu um imperador sem dinastia, Nicéforo III Botaniates (1078-1081).

Imperador Reinado Notas
Dinastia Ducas
Constantino X Ducas 1059-1067 Sucedeu a Isaac I Comneno à renúncia deste
Romano IV Diógenes 1067-1071 General e coimperador de Miguel VI, o Estratiótico  entre 1067 e 1071, casado com a viúva de Constantino X Ducas, Eudóxia Macrembolitissa. Sofreu em 1071 a derrota de Manziquerta.
Miguel VII Ducas 1067-1078 Filho de Constantino X e filhastro de Eudóxia, derrocou Romano IV após Manziquerta. Foi destituído por uma revolta popular.
Constantino Ducas 1074-1078 Filho de Miguel VII e Maria da Alânia, se tornou co-imperador ao nascer e foi derrubado juntamente com seu pai por Nicéforo III
Imperador sem dinastia
Nicéforo III Botaniates 1078-1081 Foi, pela sua vez, destituído por uma revolta militar.
Constantino Ducas 1081-1088 Filho de Miguel VII e Maria da Alânia, retomou o posto de co-imperador juntamente com Aleixo I Comneno após a queda de Nicéforo III. Perdeu o posto quando o filho do imperador, o futuro João II Comneno, nasceu em 1187 d.C.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências