Dinheiro de emergência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde outubro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Dinheiro de emergência é todo o meio utilizado como substituto da moeda oficial emitida por órgão público regulador. A moeda é a unidade representativa de valor, aceita como instrumento de troca. É parte integrante da sociedade, controla, interage e participa dela, independentemente da cultura. O desenvolvimento e a ampliação das bases comerciais fizeram do dinheiro uma necessidade. Sejam quais forem os meios de troca, sempre se tenta basear em um valor qualquer para avaliar outro. Em épocas de escassez de meio circulante, a sociedade procura formas de contornar o problema, o importante é não perder o poder de compra. Cupons, passes, recibos, cheques, vales, notas comerciais entre outros podem substituir o dinheiro governamental.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A escassez de dinheiro já criou fatos inusitados, porém uma peculiar saída encontrada para a falta de dinheiro corrente existiu na Europa central, em especial na Alemanha e Áustria, durante e após a Primeira Grande Guerra. E ficou conhecida na sua abrangência pelo nome em alemão Notgeld ou traduzido literalmente dinheiro de emergência.

Brasil[editar | editar código-fonte]

5 Mil-Réis do Tesouro do Estado de São Paulo de 1932

O Brasil vivencia diariamente diversas formas de dinheiro de emergência, desde os passes de transporte públicos vendidos nas esquinas de qualquer cidade aos vales alimentação e refeição, que também são comercializados.

Historicamente Dinheiro de emergência foram emitidos: (1)durante o período imperial da Guerra do Paraguai;(2)na crise denominada "Encilhamento" (1889-1891);(3)em São Paulo, durante a Revolução Constitucionalista de 1932; (4)no chamado pelos estudiosos de Econometria, "Saneamento Hiper-inflacionário", no período de 1964-1967( da chamada "Inflação - Inercial"); e recentemente:(5)no período da chamada pelos estudiosos de Econometria, o da "Inflação - Galopante (Crescente) - Hiperbólica", compreendido o período entre o Plano Cruzado (1986) e o Plano Real (1996), o da "Estabilização - econômica, do Crescente". Diversas obras foram escritas sobre esses fatos que os comprovam, bem como também os acervos em museus numismáticos brasileiros.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Dinheiro de emergência
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.